Música

Ivete estreia na "Terça da Bênção" do Olodum e agita o Largo Tereza Batista, no Pelourinho

Ensaio de verão do Olodum teve grande público; Saulo e Pablo também fizeram participação especial

Luan Guimarães* (luan.guimaraes@redebahia.com.br)
- Atualizada em

"Olodum pra balançar". Se fosse possível resumir o que aconteceu na noite desta terça-feira (11), na primeira "Terça da Bênção" do mês de fevereiro, realizada no Largo Tereza Batista, Pelourinho, o nome da música do Olodum transmitiria bem o pensamento de quem foi ao ensaio de verão.Na noite de ontem, a banda baiana recebeu como convidados especiais Saulo Fernandes, Pablo e Ivete Sangalo, esta última que balançou, literalmente, os fãs presentes.

Logo de cara, Matheus Vidal, primeiro a subir no palco, trouxe clássicos como 'Vem Meu Amor' e 'Nossa Gente' (Avisa lá), fazendo o público voltar no tempo. Mas antes, apresentou uma releitura de "Samba Reggae", de Jimmy Cliff e soltou o reggae com "Quero ser feliz também", da banda Natiruts, mas os presentes não quiseram saber de calmaria quando o primeiro convidado da noite foi chamado.

Saulo Fernandes
O jeito costumeiramente manso de falar do autor de 'Raiz de Todo Bem' foi embora logo que o primeiro verso da canção ecoou no Largo. O público empolgado acompanhou o ex-líder da Banda Eva e abraçou aquela que é uma das candidatas á música do Carnaval 2014.

Na sequência, Saulo emendou 'Girassol', canção do repertório do anfitrião e seguiu com 'Preta', que está no seu primeiro DVD de carreira solo. Mas engana-se quem pensou que ele pararia por aí. Embalado no som do Olodum, voltou a cantar 'Samba Reggae' para finalizar sua passagem.

Em seguida foi a vez de Narcisinho, outro cantor do Olodum, comandar a noite. Ele trouxe músicas de grandes nomes do MPB como Zeca Baleiro, com 'Telegrama' e Adriana Calcanhoto, com 'Palpite', tudo na inconfundível batida da percussão.

Pablo
A segunda participação especial foi Pablo do Arrocha. O cantor já chegou mexendo com o coração dos apaixonados com 'Tudo ou Nada', do grupo Nosso Sentimento, mas regravada por ele. Os grandes sucessos 'Fui Fiel' e 'Casa ao Lado', logicamente, não faltaram, mas quem não conhecia, pôde ser apresentado a 'Bilu Bilu', aposta do cantor neste primeiro semestre.

"Eu gostaria de apresentar uma novidade a vocês. Para quem não conhece, essa é a mais recente aposta do Pablo: Bilu Bilu!", avisou.

Depois da voz romântica, Lazinho deu continuidade a verdadeira renca de sucessos da banda baiana: 'Berimbau' e 'Requebra' foram canções relembradas antes da entrada de Nadjane, que acalmou os ânimos com os reggaes 'Vamos Fugir', de Gilberto Gil e 'Is This Love', sucesso de Bob Marley'. A voz feminina do Olodum ainda interpretou 'Madagascar' e 'Let it Be', dos Beatles, antes de deixar o palco para novamente dar lugar a Matheus Vidal.

Lepo Lepo e Ivete
Entre um sucesso e outro, tendo o Olodum incluído também o hit 'Lepo Lepo', do Psirico, no repertório, a participação mais esperada da noite foi convocada. Mas não seria exagero dizer que Ivete Sangalo foi invocada, como uma entidade, pois a reação do público ao ver a musa do Axé chegar foi de puro êxtase.

"Boa noite meus amores, que delícia estar aqui com vocês!", disse ela, prontamente respondida pela platéia aos gritos.

A música de trabalho 'Tempo de Alegria' foi a escolhida para debutar na "Terça da Bênção", mas Veveta, como é conhecida pelos íntimos, fez questão de voltar no tempo e cantou, na sequência, 'Rosa' e 'Faraó Divindade do Egito'. Depois, emendou um 'pot-pourri' com 'Doce Obsessão', 'Alô Paixão', 'Beleza Rara', 'Me abraça e me beija' e 'No brilho desse olhar', antes de parar o som para perguntar: "Ai minha gente, não estão gostando?".

A resposta mais uma vez veio de imediato e então ela retribuiu o carinho entoando 'Muito Obrigado Axé'. A participação de Ivete não parou por aí. Depois de 'Dançando', ela formou um trieto com Matheus e Nadjane e parecia não querer mais sair do palco. Outro 'pot-pourri', dessa vez com 'Vem meu Amor', 'Avisa Lá', 'Berimbau', 'Deusa do Amor' e 'Dalila' fez a alegria da galera e, para finalizar, Ivete fez o Largo Tereza Batista sair do chão com 'Arêrê'.

"Eu queria agradecer demais ao Olodum. Eu, que fui criada escutando o Olodum, sabendo a importância que o Olodum tem para a Bahia... A minha família ama vocês, muito obrigado!", agradeceu e saiu, levando consigo o público e dando números finais à noite.


*Com supervisão e edição de Aline Caravina