Cinema

Julia Roberts volta com tudo em 'O Retorno de Ben'

Atriz é visceral ao interpretar mãe de um garoto drogado

Heyder Mustafá* (heyder.mustafa@redebahia.com.br)
- Atualizada em



Foi em ‘Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento’, filme pelo qual ganhou seu único Oscar, em 2001, que Julia Roberts teve seu papel mais desafiador no cinema. Antes disso, ‘Uma Linda Mulher’ serviu para projetar a futura estrela e ‘Um Lugar Chamado Nothing Hill’ para selar de vez sua fama mundial. Depois de conquistar a estatueta, Roberts fez excelentes filmes como ‘Closer – Perto Demais’, ‘Duplicidade’ e ‘Álbum de Família’, esse último com a genial Meryl Streep. Agora, ela volta com tudo e mais um pouco em ‘O Retorno de Ben’ no papel de uma mãe destroçada por conta do vício do filho mais velho.


O filme é um clássico drama sobre a rasteira emocional e financeira vivida por uma família de classe média que tenta salvar o primogênito das drogas. O roteiro é bem amarrado, consegue gerar expectativa sobre até quando Ben ficará longe das seringas e traz uma dose necessária de suspense nos momentos de interação dele com a família e com o mundo do tráfico. Tudo sem exagero e bem próximo da realidade.



Lucas Hedges convence sem ser piegas ao interpretar o filho drogado, mas é Julia Roberts que rouba todas as cenas ao imprimir ódio, desespero, revolta, desconfiança, esperança, dor, coragem e uma dose de loucura à mãe, cujo único objetivo é afastar o filho do vício. O drama fala de um problema sempre atual, é comovente e ainda conta com Julia Roberts melhor do que nunca. Ainda falta muito para a próxima temporada de premiações, mas certamente o que a eterna pretty woman faz em ‘O Retorno de Ben’ não pode passar despercebido. Corra para o cinema e veja!     
 
*Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.