Música

Líder do Led Zeppelin rejeita oferta de R$ 2 bi para reunião do grupo

Além de rejeitar a reunião, Palnt rasgou o contrato na frente de Richard Branson fundador da Virgin

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)

O líder do Led Zeppelin, Robert Plant  não está disposto a se reunir com seus antigos colegas de banda. Segundo o site do tabloide britânico The Daily Mirror, o ex-líder do Led Zeppelin recusou uma oferta de mais de 500 milhões de libras (cerca de 2 bilhões de reais) para fazer uma turnê de 35 shows ao lado do guitarrista Jimmy Page e do baixista e tecladista John Paul Jones.


Além de dispensar a reunião, Plant rasgou o contrato na frente do fundador do grupo Virgin, Richard Branson, grande fã da banda e responsável pela oferta. O documento já havia sido assinado por Page e Jones. “O grupo ganharia mais 70 milhões de libras (cerca de 282 milhões de reais) com o lucro de merchandising.


Os valores seriam divididos entre os três membros do Led Zeppelin, enquanto o baterista Jason Bonham, filho do baterista original da banda, John, morto em 1980, entraria para substituir o pai e ganharia uma remuneração à parte.


O Led Zeppelin foi fundado em 1966 e vendeu mais de 300 milhões de cópias de discos.A última apresentação do grupo aconteceu em dezembro de 2007, em Londres.