TV

Não conseguiu assistir? Confira o que rolou na 3ª noite de Audições às Cegas no The Voice

Os técnicos Ivete Sangalo, Lulu, Carlinhos Brown e Michel Teló escolheram novas vozes para seus times

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Na noite desta terça-feira (24), aconteceu a 3ª noite de Audições às Cegas no 'The Voice Brasil' (TV Globo). Os jurados escolheram novas vozes para os seus respectivos times, e rolou muita emoção com Carlinhos Brown relembrando a sua trajetória na música. 

Foto: Reprodução | TV Globo
Tai Chiaro foi a primeira concorrente da atração cantando um hit de Katy Perry, "I Kissed a Girl". A participante, de 27 anos, fez Brown, Lulu e Teló viraram suas cadeiras. "Canto desde os 17 anos. Sempre fui uma menina de banda", contou. O roqueiro curtiu muito a performance e elogiou a jovem no palco: "Você tem o controle da plateia". Tai, claro, escolheu o time de Lulu!

O paulista Rafael de Lazare cantou um hit de O Rappa, "Minha Alma", mas seu nervosismo acabou fazendo que nenhum técnico virasse a cadeira. Apesar disso, Teló e Lulu fizeram questão de elogiar o participante. "Eu vi as mãos, aqui, quase batendo. Você não entrou acreditando", ponderou o sertanejo. "Você tem potencial vocal e uma identidade", afirmou o roqueiro.

Andressa Hayalla deixou os jurados enlouquecidos com sua voz durante a apresentação do samba “Paciência”. Ivete ficou impressionada com o talento da carioca, que mora atualmente em Brasília. "Cantou em uma cadência miserável", brincou. Antes da jovem de 23 anos escolher seu time, Brown pediu para ela cantar um trecho de "Não Deixe o Samba morrer". Andressa deu um novo show e, em seguida, anunciou sua decisão: o time de Ivete Sangalo.

Natural do Haiti, Guipson Pierre decidiu investir na carreira musical após o grande terremoto que abalou seu país em 2010. Morador de São Paulo, o participante cantou "Love Yourself", hit de Justin Bieber, e encantou Brown e Lulu. "Você tem uma voz muito atraente", disse o baiano. Guipson optou pelo time de Brown, mas aproveitou para tietar Teló: "A primeira vez que ouvi uma música no Haiti, foi sua".

Ramon Nascimento fez uma apresentação considerada incrível por Ivete Sangalo com "Lilás" de Djavan. "Fiquei arrepiada com a maneira como você cantou. Foi genial", disse a baiana. Além da nossa rainha, Brown e Teló também viraram suas cadeiras. Mas, não teve jeito. Ramon escolheu o time da baiana. 

O rap de Dreicon empolgou Lulu Santos, único técnico a virar a cadeira para o paulista de 24 anos. "Me interessei por isso que você propôs. Você fez com muita propriedade. Não é um vozeirão, mas eu quero sentir o que a pessoa canta", justificou o roqueiro.

Gabriê também investiu no rap de Criolo e fez Carlinhos Brown virar a cadeira com sua apresentação de "Não Existe Amor em SP". "Gabriê é toda minha", celebrou o baiano. O técnico quis saber o motivo da escolha do repertório. "É uma música que me comove muito. Gosto de músicas com mensagens fortes", explicou a jovem.

A participante Pam Steebler veio de Nova York para se apresentar no The Voice Brasil, mas sua versão de "Final Feliz", de Jorge Vercillo, não empolgou os técnicos. "Você é afinada, tem técnica, mas teve momentos em que você quis mostrar algo mais e isso te deixou desconfortável nos agudos", explicou Teló.

Lílian Menezes tinha o sonho de ser bailarina, mas acabou se tornando atriz. Aos 40 anos, decidiu investir na carreira de cantora no The Voice Brasil. A paulista fez uma interpretação densa de "Comportamento Geral", de Gonzaguinha, e virou duas cadeiras: Brown e Teló. O sertanejo levou um susto quando apertou o botão. "Eu conheço ela. Não imaginava que você estaria aqui. Fez um musical comigo", contou o músico, que levou a participante para o seu time.

David Nascimento decidiu estrear sua carreira como cantor diante dos técnicos do The Voice Brasil. Escrito pela cunhada e pela esposa no reality, o baiano, de 25 anos, cantou "O Sol", de Vitor Kley, e conseguiu virar a cadeira de Brown nos últimos segundos de sua apresentação. "Por mais que houvesse nervosismo, você mostrou bagagem vocal", disse o baiano.

Ex-participante do The Voice Kids, Micaella Marinho cantou um hit do Fifth Harmony, "That's My Girl". "Essa músca, eu também cantei no Kids", revelou. Teló e Brown disputaram a candidata, que optou pelo time do sertanejo.

Ao final das apresentações dos candidatos, Brown se emocionou ao relembrar sua história de vida em um VT exibido no final do programa. Tiago Leifert fez questão parabenizar o colega por sua obra e generosidade.

"Você é um gigante idolatrado na Europa, indicado ao Oscar, vencedor de Grammy e dono de uma simplicidade que nos comove e nos inspira", disse o apresentador.