Música

Nova aposta sertaneja, Mariana Fagundes confessa ter Ivete como referência

Cantora foi apresentada à imprensa de Salvador na noite da quarta-feira (12)

Guinho Santos (guinho.santos@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Salvador agora conta com uma nova aposta no sertanejo. Trata-se de Mariana Fagundes, que foi apresentada na noite da quarta-feira (12), durante um pocket show em uma casa noturna da capital. Antes, porém, os convidados assistiram ao clipe de 'Simbora Beber', da cantora, que teve a participação especial de Lorena Improta.

Foto: Saulo Brandão/Divulgação

"Do fundo do meu coração, estar aqui é a maior realização da minha vida. Hoje fui na Igreja do Bonfim e chorei demais, agradecendo a Deus. Sempre quis, desde a época que eu era criança e minha mãe falava muito da Bahia. Hoje (esse sonho) só cresce. O povo baiano é humilde, feliz. Esse povo daqui é a minha cara. Sempre quis fazer show aqui, mas não sabia que Deus ia realizar meu sonho de forma tão ampla assim. Só tenho a agradecer", declarou.

Foto: Saulo Brandão/Divulgação

Natural de Mato Grosso do Sul, Mariana afirmou que não vê problema em trazer mais um pouco de sertanejo para a terra do axé: "que bom que vocês aprenderam a gostar de nós. Desde menina, sempre fui fã da Ivete. A minha maior referência em cima do palco é ela. Saber agora que a Bahia gosta do nosso sertanejo, pelo amor de Deus, é a melhor coisa do mundo". Por falar em Veveta, a artista revelou o que mais se inspira na baiana: "o jeito dela, a simplicidade, o jeito que ela lida com a fama e a potência da voz. Falando em questões materiais vocais, ela é maravilhosa. O jeito que ela trata o público, conduz ali no palco, a linguagem popular, sem muito mimimi. Ano passado eu cantei com ela em cima do trio, foi a primeira vez que a conheci. Ela demonstrou muito carinho por mim. É um sonho gravar com ela".

Foto: Saulo Brandão/Divulgação


Mas Ivete não é a única que Mariana se espelha. Ela nem hesitou ao responder quem é seu ídolo no meio sertanejo. "Marília (Mendonça). Aquela mulher me ensina demais, em tudo, em letra, humildade... Muito boa no que faz, dedicada, o repertório dela também... Ela nunca caiu nem vai cair", afirmou. Questionada sobre como tem sido a aceitação de outras cantoras, ela explicou: "eu sou amiga de quase todas elas, a Maiara e Maraísa, a própria Marília, a Naiara (Azevedo), que me deu uma força logo quando estourou '50 Reais'. Gravamos 'É só você me chamar', que chegou no Xand Avião e foi assim que comecei a entrar no Nordeste, a galera do Ceará me conheceu através desta música".