Séries

'Olhos que Condenam' é um brutal soco no estômago

Série baseada em fatos reais tem direção e produção de Ava DuVernay

Heyder Mustafá* (heyder.mustafa@redebahia.com.br)

É instantâneo! Basta dar play em ‘Olhos que Condenam’ para o sentimento de revolta tomar conta de qualquer pessoa com o mínimo de bom senso. A nova produção da Netflix conta a história real de cinco jovens negros do Harlem, em Nova York, acusados de um estupro que eles não cometeram. A minissérie é chocante, estarrecedora e necessária para lembrar que, não diferente de 1989, ainda hoje muitas pessoas são julgadas pela cor da pele.
Conduzida de uma forma irretocável, ‘Olhos que Condenam’ é um espetáculo de atuação, direção, trilha sonora, fotografia e roteiro. Tudo é muito real: a cenografia, que nos remete ao final dos anos 1980; a dor estampada no olhar das vítimas que tiveram o destino selado por uma investigação inescrupulosa; o esfacelamento das famílias envolvidas nesse absurdo e a real condição do negro norte-americano naquela época.  
Foto: Reprodução
Responsável por dirigir o brilhante ‘Selma’, que conta a história da luta de Martin Luther King Jr, mais uma vez Ava DuVernay lança luz sobre a injustiça quase sempre encarada como normal na sociedade americana. Ao relembrar a via crucis dos jovens presos, torturados e condenados por um crime que eles não cometeram, a diretora evidencia como um sistema perverso pode extirpar direitos e ceifar vidas.  



‘Olhos que Condenam’ é estupendo, sensível, sério, necessário e obrigatório para todos as pessoas que têm o mínimo de humanidade correndo pelas veias. Por favor, pare tudo o que estiver fazendo, refaça sua lista de prioridades e veja agora mesmo esse excepcional trabalho. Você não vai se arrepender!  

*Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.