Música

Osba comemora 35 anos com trilhas de séries, funks e novos projetos

Programação reúne músicas de Game Of Thrones e apresentações sobre diversidade

Vanessa Brunt, do Correio 24h (vanessa.brunt@redebahia.com.br)

Para comemorar os 35 anos de existência, a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), abre oficialmente, neste mês de setembro, uma temporada repleta de novas programações e sonoridades, que só acaba depois de outubro. Com 17 novos músicos, a Osba conta com a retomada da Série Jorge Amado, com o Concerto da Diversidade e com o Bach e Funk, além da segunda edição do Cine Concerto e de outros eventos que, inovados, celebram o aniversário. Os novos projetos reúnem desde músicas de séries de TV e oficinas para crianças até reuniões de músicas com palestras sobre gênero e diversidade.  

Foto: Divulgação

Para o início da programação, o retorno do grande concerto Amado acontece nesta quinta-feira (14), às 20h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves. Na série, que retorna novamente no dia 5 de outubro, no mesmo horário e local, a orquestra assume o desafio de interpretar a Sinfonia Fausto, obra-prima do compositor húngaro Franz Liszt (1811-1886), escrita em 1857 e inspirada na tragédia em versos do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832). Em outubro, a 5ª sinfonia de Beethoven é outro ponto de novidade do concentro. Os ingressos custam R$ 20 para inteira e R$ 10 para meia-entrada.     

Carlos Prazeres, maestro da orquestra, afirma alegria por conta do retorno aos palcos do TCA, que acontece nesta quinta-feira após três anos. Além da realização, o maestro ainda diz que muitas surpresas estarão inclusas em cada novo espetáculo. "Vamos trazer novidades em todos os concertos. Alguns, só serão descobertos durante os próprios. Vamos tocar músicas atuais e aproximar artes contemporâneas das clássicas em todos os momentos comemorativos do mês", conta Prazeres.

A apresentação tradicional da Série Jorge Amado, tem como base a obra que narra a jornada de um homem amargurado, o qual vende a alma ao diabo em troca da juventude eterna. A Sinfonia de Liszt é dividida em três movimentos construídos como retratos psicológicos dos personagens deste clássico da literatura alemã, começando por Fausto, torturado e dramático; seguido da sua amada Gretchen e, por fim, de Mefistófeles, representação do demônio, que não tem motivos musicais próprios, sendo ele caracterizado por deformações dos motivos de Fausto, servindo como metáfora para perdas que "não enxergam" os ganhos.

O tenor Paulo Mandarino é solista convidado no concerto, que ainda conta com participação do Coral Ecumênico da Bahia. Na parte final, um coro de 40 vozes alimenta, entre versos, a frase: "O eterno feminino nos levará para o alto". A obra Ritual do maestro e compositor baiano Lindembergue Cardoso (1939-1989), completa o repertório.    

Com prosseguimento da comemoração e das ações curiosas, na quinta-feira da próxima semana (21), a Sinfônica da Bahia realiza o Concerto da Diversidade em uma nova edição do consolidado projeto OsbaemCasa, com sessões às 18h30 e 20h30, na Sala Principal do TCA. O projeto aposta não somente nas apresentações, mas em bate-papos e palestras sobre gênero e diversidade, além de outras temáticas que abordam quebras de preconceitos e de estereótipos. "O público vai poder captar, entre músicas e conversas, o conceito de gênero e de outras conscientizações importantes", afirma o maestro Prazeres. Em atmosfera mais intimista, o evento tem lotação reduzida, com o público no palco e um máximo de 250 espectadores por sessão. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Foto: Divulgação

Outro destaque do mês de celebração acontece na quinta-feira (29), em local a confirmar, na véspera do aniversário da Osba. A orquestra retorna com a Série Myriam Fraga de forma diferenciada ao tocar funks, como a música Bumbum Tamtam, de Mc Fiotti. O concerto, que tem nome de Bach Eterno (também chamado de Bach e Funk), pretende mostrar ao público como a música de Johann Sebastian Bach é capaz de atravessar os séculos, inspirando diversos ritmos atuais. A Osba transitará por outras obras influenciadas pelo compositor alemão até chegar aos dias de hoje. Serão duas sessões gratuitas, às 17h e às 19h.

Em outubro, com data a confirmar, a comemoração continua com a segunda edição do Cine Concerto. No evento, os músicos se caracterizam de personagens das grandes e pequenas telas. Na nova edição, alguns títulos das edições anteriores prosseguem, como é o caso de Hedwig's Theme e outras aclamadas músicas do filme Harry Potter, além de canções de Indiana Jones e outros nomes já costumeiros no projeto. Porém, as novidades são as que ganham maior espaço. A música de abertura da série Game Of Thrones vai compor a programação, que ainda conta com partes da trilha do longa Piratas do Caribe.

Para os próximos meses, a Osba ainda organiza mais novidades, como é o caso do projeto em que os músicos ensinam crianças a tocarem os instrumentos que compõem a orquestra, em um momento lúdico e interativo. Para ficar de olho nas datas e projetos, acompanhe através do site oficial.

Serviço (mês de setembro)

14/set | Série Jorge Amado – Concerto Inaugural  

Horário: 20h

Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Regente: Carlos Prazeres / Solista: Paulo Mandarino (tenor)

Coro: Coral Ecumênico da Bahia (Coord. Maestro Ângelo Rafael)

Ingressos: R$ 20 e R$ 10

Ocorre também no dia 5 de outubro.

21/set | OSBAemCasa – Concerto da Diversidade

Horário: 18h30 e 20h30

Local: Sala Principal do TCA

Regente: Carlos Prazeres / Solista: Flávia Albano (soprano)

Ingressos: R$ 10 e R$ 5

29/set | Série Myriam Fraga – Bach Eterno

Horário: 17h e 19h

Local: A confirmar

Regente: Carlos Prazeres / Solista: Lucas Robatto (flauta)

Entrada Gratuita