Séries

Pare tudo e veja 'O Assassinato de Gianni Versace'

Minissérie dramática está disponível na Netflix

Heyder Mustafa* (heyder.mustafa@redebahia.com.br)


Um gênio da moda morto a tiros na porta de sua mansão em Miami Beach, um psicopata com mania de grandeza e um emaranhado de histórias que se conectam em meio a uma caçada do FBI no final dos anos 1990. Este é o cenário tenso e dramático do novo caso apresentado pela franquia ‘American Crime Story’. Obrigatória para quem gosta de tramas dignas de uma maratona, a minissérie ‘O Assassinato de Gianni Versace’ hipnotiza o telespectador pelo roteiro ágil, atuações memoráveis e suspense na medida certa.

Obviamente, o foco é a morte do estilista italiano, mas nem de longe a série se resume à obsessão de Andrew Cunanan para dar fim à vida de Versace. Mais até do que uma história criminal, a produção é um relato psicológico e comportamental denso e muito bem elaborado de um jovem que foi vítima de uma criação projetada para torná-lo alguém importante, especial e extremamente bem-sucedido. Crescendo em uma redoma de mentiras e ilusões, Andrew se tornou um dos mais procurados serial killers dos EUA, tendo matado ao menos quatro homens antes de assassinar Gianni Versace.

Foto: Divulgação

A minissérie é um show e grande parte do espetáculo se deve à excepcional atuação de Darren Criss, que dá vida a Cunanan. A série é sobre ele, seus altos e baixos, golpes, planos maquiavélicos, conflitos familiares e assassinatos. Expressivo até dizer chega, ele é responsável pelos diálogos mais surreais da série e encarna um psicopata perfeitamente. O resultado deu a Criss todos os prêmios da temporada, incluindo o Globo de Ouro e o SAG Awards.



Quem também merece todos os elogios é a veterana Penélope Cruz, que interpreta Donatella Versace, irmã de Gianni. Do andar ao inglês com forte sotaque italiano, ela está perfeita no papel, que impressiona mesmo sendo coadjuvante. Cada um dos nove episódios tem, em média, 50 minutos. Dá para tirar um dia ou reservar o fim de semana para fazer uma maratona daquelas e devorar a história do começo ao fim. Pode ter certeza que vale a pena!

*Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.