TV

Pela primeira vez, 'Jornal Nacional' receberá apresentador assumidamente gay

Jornalista Matheus Ribeiro vai representar o Goiás na bancada do programa no próximo sábado (09)

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Ainda em comemoração aos 50 anos, o 'Jornal Nacional' vai ser comandado no próximo sábado por um outro apresentador. Trata-se de Matheus Ribeiro, que vai representar Goiás na bancada do programa. Esta é a primeira vez que a atração será apresentada por um profissional assumidamente gay. 

Matheus usou as redes sociais no último mês para se declarar ao namorado, o policial militar Yuri Piazzarollo. Em entrevista à revista 'Veja', Matheus confessou que sua sexualidade sempre foi um tabu no início de sua carreira e que tinha muito receio que a situação pudesse prejudicá-lo.

Fotos: Reprodução/Instagram

"Tinha receio de que, quando essa característica viesse a público, eu me prejudicasse. Felizmente, para minha grata surpresa, isso não ocorreu", disse ele, que conheceu o namorado no Carnaval de Salvador: "estamos juntos há oito meses. Nós nos conhecemos no Carnaval de Salvador deste ano. Yuri (Piazzarollo) é capitão da PM em Rondônia. Sempre recebi mensagens de seguidores falando sobre isso e tinha uma resposta pronta: minha vida particular não deveria ser um atrativo. Tenho o direito de me resguardar em algumas situações. Meu lado pessoal é pessoal, e ponto. O lado profissional é outra coisa".

O jornalista contou que tem recebido apoio por todos os lados desde que anunciou o relacionamento na internet, mas que já leu alguns comentários preconceituosos também. "É natural as pessoas terem curiosidade, mas houve situações que eu e Yuri achamos desrespeitosas. Alguns comentários envolvendo religião, Deus, dizendo que não éramos corretos. Sou um cara que tem uma fé muito viva. É preciso respeitar a liberdade religiosa. Estou muito bem com Deus. Ao postarmos aquela foto, nós tiramos o poder de qualquer pessoa de dizer maldades. Não tenho nada a esconder de ninguém. Isso me aliviou", explicou.