Séries

Pra maratonar: as 10 melhores séries de 2019 (até agora)

Produções da Netflix, HBO e TV Globo vão da comédia ao drama

Agência, O Globo

O ano de 2019 pode não ter sido um dos melhores em alguns âmbitos, porém, no quesito séries ele só tem surpreendido. Seja com grandes produções da Netflix, HBO ou até mesmo de brasileiras como a 'TV Globo', boas atuações, roteiros consistentes e as tradicionais reviravoltas estão presentes nas 10 melhores séries do ano (até agora). Confira:

10 - A very english scandal
Destaque no Globo de Ouro em janeiro, a minissérie da BBC "A very english scandal" chegou apenas este ano ao Brasil, via Globoplay. Com direção de Stephen Frears e grandes atuações de Hugh Grant e Ben Whishaw, a história do político que tentou matar seu amante é um irresistível estudo sobre a hipocrisia — e uma das melhores coisas para se assistir.

09 - Bandidos na TV
Primeira série documental da Netflix sobre um crime brasileiro, "Bandidos na TV" não é perfeita: poderia, nitidamente, ter alguns episódios a menos. Mesmo assim, a docussérie sobre Wallace Souza, o apresentador de TV e deputado estadual do Amazonas acusado de matar por audiência, é uma crônica necessária.



08 - Veep
Bem que as "atuações" dos políticos na vida real tentaram tirar o brilho de Selina Meyer. Não conseguiram. Estrelada por Julia Louis-Dreyfus, "Veep", comédia da HBO sobre uma política sedenta por poder a todo custo, teve um dos melhores "series finale" dos tempos recentes.

07 - Sex education
Produção britânica da Netflix, "Sex education" é a prova de que dá para falar de sexo para e com adolescentes de forma inteligente — mas incrivelmente divertida. Com franqueza, a série mostra que, com todo o acesso à informação e modernidade da geração Z, a adolescência continua sendo uma experiência tão dolorosa e esquisita quanto era nas comédias.



06 - Olhos que condenam
Não é fácil assistir à minissérie de Ava DuVernay para a Netflix. Não pela falta de qualidade — ao contrário, a produção é impecável. Mas sim porque o caso dos cinco meninos negros e latinos, condenados injustamente por um estupro em 1989, evidencia a crueldade do racismo estrutural — e quão pouco avançamos desde então.



05 - Sob pressão
Na sua última temporada, "Sob pressão" é uma das melhores atrações da TV aberta. Assim como nos anos anteriores, a série da TV Globo aposta no realismo para retratar a vida dos profissionais de saúde no Rio, agora em uma área dominada por milicianos. Como os diligentes médicos Evandro e Carolina, Júlio Andrade e Marjorie Estiano vivem um dos casais.

04 - Game of thrones
Correram com a trama! O roteiro ficou cheio de buracos! O final não fez sentido! Foi ridícula aquela cena do (incluir cena que você achou ridícula)!... Pois é, não faltaram críticas e fãs revoltados com o final de "GoT", mas mesmo quem detestou, não falou sobre outra coisa. 



03 - Fleabag
Com a segunda temporada de "Fleabag", Phoebe Waller-Bridge consolidou seu lugar como uma das criadoras mais originais da televisão (ela também está por trás de "Killing Eve"). Ao fazer do telespectador seu cúmplice, Waller-Bridge compartilha os dramas de uma jovem mulher que não pede desculpas por ser quem é — e nos emociona e diverte no caminho.

02 - True detective
Após uma segunda temporada decepcionante, foi uma alegria ver "True detective" retornar à boa forma em 2019. Boa parte do sucesso é graças a Mahershala Ali, que nos brinda com uma atuação magistral como um detetive atormentado por um caso não resolvido em três diferentes fases da sua vida.

01 - Chernobyl
Roteirista de comédias como "Se bebe não case parte II", o americano Craig Mazin criou provavelmente a produção mais instigante do ano com "Chernobyl", minissérie dramática da HBO. Sem sotaques caricatos, Jared Harris, Stellan Skarsgård e Emily Watson revivem o drama humano e político por trás do desastre nuclear ocorrido em 1986 na União Soviética.