Música

Público reclama de longas filas e demora de acesso ao ensaio da Timbalada

Os portões abriram às 16h, e o show estava previsto para começar às 18h. Às 18h40, uma grande fila ainda se formava nos arredores da casa de show

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O primeiro ensaio da Timbalada depois do retorno dos eventos após o fim das restrições por conta da covid-19 não foi marcado apenas pela volta de Denny Denan ao comando da banda, mas também pela insatisfação do público com a demora para entrar no Candyall Guetho Square, no bairro do Candeal, em Salvador, neste domingo (5).

Foto: iBahia
Procurada, a assessoria da banda e do evento informou que a demora se deve pela necessidade de comprovação das duas doses de vacina contra a covid-19. A chuva que atingiu Salvador durante o domingo também gerou mais demora, segundo nota enviada pela assessoria.

"O acesso às dependências do Guetho Square neste domingo (5), para a estreia dos Ensaios da Timbalada tornou-se mais lento devido a forte chuva que caiu na cidade até pouco tempo antes dos portões serem abertos, gerando um maior fluxo de pessoas no mesmo horário, além dos cuidados na apresentação do cartão de vacinação e comprovação das duas doses da vacina ou dose única, exigida pelo Governo do Estado. Estamos estudando ampliar a quantidade de acessos. Prezaremos sempre pelo bem estar e saúde de todos os timbaleiros", disse a nota.

Os portões abriram às 16h, e o show estava previsto para começar às 18h. Às 18h40, uma grande fila ainda se formava nos arredores da casa de show. A apresentação da Timbalada já começou.

Foto: iBahia

Segundo informações apuradas pelo iBahia, por volta deste horário, a fila chegava até o fundo do Candyall Guetho Square, com o acesso do público sendo feito de forma lenta. A demora era tanta que moradores do Candeal chegaram a tocar para entreter as pessoas que estavam na fila

Os ingressos para o primeiro ensaio da banda custavam de R$ 200 a R$ 400.