Cinema

Segundo pesquisa, animações são mais violentas que filmes para adultos

Em análise feita, protagonistas infantis correm quase três vezes mais risco de morte

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)

Segundo um estudo publicado pela revista científica 'British Medical Journal', os desenhos animados para crianças são mais violentos que os filmes para adultos. De acordo com os pesquisadores, nas animações, os personagens principais têm mais chances de morrer que os dos filmes para adultos, e quase três vezes mais de serem mortos por um terceiro.


A morte de um personagem importante ocorre em dois terços dos desenhos animados para crianças, enquanto é registrada na metade dos filmes destinados a um público mais velho. "Ao invés de serem alternativas inofensivas e mais suaves que os filmes de terror e os dramas, os desenhos animados para crianças mostram, de fato, assassinatos e desordens", segundo os pesquisadores Ian Colman e James Kirkbride.


De acordo com  a pesquisa, as mortes mais tocantes nos desenhos são, por tiros de armas de fogo em 'Bambi', 'Pocahontas' e 'Peter Pan', com arma branca em 'A Pequena Sereia' e 'A Bela Adormecida' ou por ataques de animais em 'Procurando Nemo' e 'Tarzan'. Os filmes em que carros e brinquedos são protagonistas não foram levados em consideração na pesquisa, já que não é possível determinar se o conceito de morte é aplicável a eles.