Cinema

Sem patrocínio, circuito de cinema Saladearte deve fechar mais uma unidade

Com fim do contrato e dificuldade de renovação, o espaço no Museu Geológico só deve funcionar por mais um mês

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


Após 15 anos de atividade, o circuito de cinema Saladearte,  deve fechar mais uma unidade. A sala que corre o risco mais iminente de fechamento é o Cinema do Museu, no Corredor da Vitória. Com o fim do contrato e dificuldade de renovar a locação, o espaço  no Museu Geológico só deve permanecer aberto por mais um mês.


De acordo com a coluna Vip, do Jornal Correio*, o contrato do aluguel, com a Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, termina esta semana. “Vamos mandar uma carta informando que não temos condições de continuar pagando”, diz Marcelo Sá, um dos sócios. Segundo ele, em alguns meses, o grupo, pode ser obrigado a fechar todos os espaços que mantém em Salvador. É que ele acaba de perder seu único patrocínio, da Vivo, mantido por seis anos.


Como fechamento do espaço, o cinema que já teve oito salas, ficará reduzido a dois espaços, o Cine Vivo (shopping Paseo Itaigara) e o Cinema da Ufba, na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (Vale do Canela).


Com capacidade para 125 pessoas, o Cinema do Museu foi inaugurado em 1996. O esforço no momento é para evitar que os espaços tenham o mesmo fim das salas da Graça (Bahiano de Tênis), Pelourinho (Cine XIV), Solar do Unhão (Sala MAM-BA), Rio Vermelho (Caballeros de Santiago) e Ladeira da Barra (Aliança Francesa).


Até o próximo fim de semana são organizadas mobilizações para atrair investidores. Mais informações pelo e-mail: marketing@saladearte.art.br.