Séries

Série e filmes do Monty Python entram na Netflix em abril

Clássico da comédia britânica teve os direitos adquiridos pela plataforma

Agência O Globo

A trupe do Monty Python, grupo que se popularizou no anos 1970 e 80 tornando-se um ícone da comédia, vai ter seus programas de TV e filmes exibidos pela Netflix. A partir 15 de abril, chega ao serviço de streaming no Brasil a série "Monty Phyton's Flying Circus" (1969), além dos filmes" Monty Phyton Em Busca do Cálice Sagrado" (1975) e "A vida de Brian"(1979).

O grupo formado pelos comediantes John Cleese, Eric Idle, Terry Jones, Graham Chapman, Michael Palin e Terry Gilliam, tornou-se um clássico com suas esquetes e longa-metragens marcados pelo humor tipicamente britânico.




O derradeiro filme do sexteto foi "O sentido da vida" (1983), uma pensata sobre vida, nascimento, morte e o não uso de preservativos pelos católicos.

Depois disso, cada um seguiu seu caminho, com mais ou menos regularidade e/ou sucesso. Terry Gilliam se tornou um diretor importante, com produções como “Brazil, o filme” (1985), “Os 12 macacos” (1995) e “O imaginário do Dr. Parnassus” (2009); John Cleese apareceu em filmes como “Um peixe chamado Wanda” (1988) e Eric Idle emprestou a voz a desenhos da Disney.

TEMPORADA NOS PALCOS EM 2014

Em 2014, os remanescentes do grupo voltaram aos palcos para uma série de dez apresentações em Londres.

Batizado de "Monty Python live (mostly): One down, five to go" (algo como "Monty Python ao vivo (ou quase): Um já foi, faltam cinco"), o nome do espetáculo fazia referência ao sexto integrante do grupo, Graham Chapman, morto em 1989

Apesar da reunião ser um desejo antigo do séquito de fãs do grupo, eles admitiram na época que só estavam retornando pela grana