Séries

Séries sobre um futuro assustador para assistir nos streamings

Em meio à projeções futuras que englobam subordinação tecnológica e vigilância constante acontecimentos, algumas séries mostram realidades não tão distantes assim da atual.

Por Vanessa Brunt e Stephanie Vasques, do Não Óbvio
- Atualizada em

Todo mundo já parou para imaginar como seria o futuro do planeta diante de várias das situações


problemáticas vivenciadas, sejam elas sociais, políticas ou de outras áreas. Essa projeção negativa tem um nome – distopia – e já tem sido utilizada por muitos autores e roteiristas que mostram, em suas obras, realidades paralelas nas quais a humanidade se encontra em caos ou perigo eminente.

Distopia (ou antiutopia) é uma representação que a vivência em uma “utopia negativa” e pode ser utilizada tanto para trazer um passado e um presente quanto para uma realidade hipotética do futuro (que é o mais utilizado.

Geralmente, o estilo se refere à um cenário imaginário de condições de extrema opressão, caracterizadas pelo totalitarismo e autoritarismo sobre uma sociedade feita por parte do estado, de instituições ou de corporações. As distopias são, portanto, criadas como avisos ou sátiras sobre o hoje, mostrando o limite extrapolado da realidade atual.

Foto: reprodução

Assim, o gênero se defere das utopias, que são sistemas sociais idealizados, sem projeções de tempo e nem relações diretas com a sociedade atual.

A temática distópica se popularizou mais há pouco tempo e já possui filmes campeões de bilheteria, como: Jogos Vorazes, Divergente, Maze Runner, Laranja Mecânica, A 5ª Onda, Matrix, Robocop e Mad Max.

Algumas séries do gênero também se tornaram bem populares, como: Black Mirror, The Handmaid’s Tale, Westworld e The 100. Mas foi pensando quem já maratonou todas elas que o NÃO ÓBVIO lançou uma lista com 5 séries (e três extras) para quem gosta do gênero, curte teorizar e quer ver cenários futuros com críticas atuais. Confira:

1. Years and Years

À medida em que o Reino Unido é sacudido com instáveis avanços políticos, econômicos e tecnológicos, a minissérie britânica, transmitida originalmente pela BBC One, acompanha a família Lyons, cujas vidas dos componentes mudam em uma noite de 2019. Então, pelos próximos 15 anos, as reviravoltas transformam o rumo não apenas deles, mas de toda a sociedade, mostrando o quanto o cotidiano dos seus membros é afetado pelo cenário mundial.

Ao mesmo tempo, é apresentada a vida da política Vivienne Rook, cuja ambição a faz praticar ações que geram mais consequências para o mundo. Seus discursos são aparentemente duros e chocantes à todos que o escutam, mas gera um alerta aos telespectadores.

O objetivo da série é usar um tipo de lente de aumento na realidade política atual e, de uma forma trágica, trazer discussões sobre o que já ocorre hoje. Tudo é exibido onde a política, a humanidade, a natureza e outros temas são levados a algumas das piores perspectivas possíveis. Um turbilhão de informações geradas em apenas 6 episódios de 1 hora de duração podem gerar reflexões que duram por muito mais tempo.

☌ Onde assistir: HBO GO e NOW
☌ Gênero: Drama
☌ Número de temporadas: 1
☌ Lançamento: 2019
☌ Elenco: Emma Thompson, Rory Kinnear, T’Nia Miller, Russell Tovey, Jessica Hynes, Ruth Madeley, Jade Alleyne, Anne Reid
☌ Nacionalidade: Britânica

2. The Man in the High Castle (O Homem do Castelo Alto)

/p>

Baseado nos contos do famoso autor Philip K. Dick, também autor da narrativa de O Homem do Castelo Alto, Sonhos Elétricos é uma série antológica, ou seja, cada episódio traz uma trama única, finalizada nele mesmo e com enredo e personagens diferentes.

A semelhança entre cada episódio acontece justamente na temática distópica, já que todos eles mostram uma realidade futura onde a tecnologia controla as empresas, os transportes, as casas e a sociedade em geral. Com apenas 10 episódios, as narrativas decorrem no cotidiano dos personagens por volta desse universo nada distante do nosso.

Os contos foram adaptados pra realidade atual e se apresentam inúmeras críticas principalmente à política e à sociedade contemporânea, mostrando as graves consequências que algumas situações podem causar. Quem já assistiu Black Mirror possui fortes chances de gostar dessa série – e notar algumas semelhanças entre elas.

☌ Onde assistir: Amazon Prime Video
☌ Gênero: Ficção científica
☌ Número de temporadas: 1
☌ Lançamento: 2017
☌ Elenco: Timothy Spall, Greg Kinnear, Jack Gore
☌ Nacionalidade: Estadunidense

3. Sonhos Elétricos (Philip K. Dick’s Electric Dreams)

Baseado nos contos do famoso autor Philip K. Dick, também autor da narrativa de O Homem do Castelo Alto, Sonhos Elétricos é uma série antológica, ou seja, cada episódio traz uma trama única, finalizada nele mesmo e com enredo e personagens diferentes.

A semelhança entre cada episódio acontece justamente na temática distópica, já que todos eles mostram uma realidade futura onde a tecnologia controla as empresas, os transportes, as casas e a sociedade em geral. Com apenas 10 episódios, as narrativas decorrem no cotidiano dos personagens por volta desse universo nada distante do nosso.

Os contos foram adaptados pra realidade atual e se apresentam inúmeras críticas principalmente à política e à sociedade contemporânea, mostrando as graves consequências que algumas situações podem causar. Quem já assistiu Black Mirror possui fortes chances de gostar dessa série – e notar algumas semelhanças entre elas.

☌ Onde assistir: Amazon Prime Video
☌ Gênero: Ficção científica
☌ Número de temporadas: 1
☌ Lançamento: 2017
☌ Elenco: Timothy Spall, Greg Kinnear, Jack Gore
☌ Nacionalidade: Estadunidense



4. 3%

Uma produção brasileira que popularizou no mundo inteiro, 3% é situada em um universo pós-apocalíptico e devastado, onde o Brasil possui uma divisão social de 97% pobreza (que vivem no Continente) e 3% riqueza (que vivem no Mar Alto).

Todo cidadão nascido no Continente possui a chance de ascender ao Mar Alto aos 20 anos de idade ao passar pelo chamado de Processo, uma rigorosa seleção de provas físicas, morais e psicológicas. De todos os participantes da rodada, apenas 3% dos inscritos serão classificados.

A série gira em torno da trajetória de alguns personagens e do processo de luta por uma região onde reina a abundância. Até aonde as pessoas iriam por uma oportunidade de vida melhor? É o que a série pretende mostrar, enquanto aponta alguns problemas que não fogem da nossa realidade nacional.

☌ Onde assistir: Netflix
☌ Gênero: Drama, Ficção científica, Suspense
☌ Número de temporadas: 3 (a 4ª e última temporada está em desenvolvimento)
☌ Lançamento: 2016
☌ Elenco: João Miguel, Vaneza Oliveira, Bianca Comparato
☌ Nacionalidade: Brasileira

EXTRA: Onisciente

Do mesmo criador de 3%, Pedro Aguilera, Onisciente é a mais recém lançada série distópica da Netflix. É ambientada em São Paulo, numa realidade de baixas estatísticas de crimes, pois todos os cidadãos são constantemente vigiados por pequenos drones, criado por uma empresa para observar tudo e a todos, que registram e avaliam qualquer ação cotidiana, por isso apontam e identificam crimes de imediato.

A trama foca na protagonista Nina, trainee desta empresa tecnológica, que começa a viver uma realidade de tensão após iniciar uma investigação para descobrir quem matou o seu pai e conseguiu se safar em meio à tanta segurança. Numa missão que envolve driblar toda a vigilância para descobrir a verdade, ela acaba descobrindo segredos da empresa e até do governo.

Com apenas 6 episódios, a série veio principalmente para quem curtiu 3% e deseja ver uma realidade diferente da primeira série, porém sem fugir dessa temática de distopia. Promete sucesso, ainda, pela ótima atuação, direção e fotografia apresentadas.

☌ Onde assistir: Netflix
☌ Gênero: Ficção científica
☌ Número de temporadas: 1
☌ Lançamento: 2020
☌ Elenco: Carla Salle, Sandra Corveloni, Jonathan Haagensen
☌ Nacionalidade: Brasileira

5. See

Quando um vírus dizima boa parte da população mundial e deixa cegos os que restaram, a missão é sobreviver. See mostra como seria uma vida 600 anos após esse fato, onde humanos vivem em tribo e a falta da visão persiste, fazendo-os encontrar novos modos de sobrevivência e interação.

Mas todo esse modo de vida é posto em jogo quando o chefe de uma dessas tribos se torna pai de gêmeos que nascem com a visão normal, o que é considerado uma heresia no atual momento. Sendo assim, ele precisa assegurar a sobrevivência das crianças e impedir que elas sejam capturadas.

Apesar de ter uma crítica dividida, o ponto forte da série vai além da reflexão de como seria um futuro após uma pandemia que saiu de controle: está na importância de ser grato à pequenas coisas, de ser leal, de saber conviver em grupo, e na importância da família.

☌ Onde assistir: Apple TV+
☌ Gênero: Drama, Ficção científica, Suspense
☌ Número de temporadas: 1 (2ª temporada em desenvolvimento)
☌ Lançamento: 2019
☌ Elenco: Jason Momoa, Sylvia Hoeks, Alfre Woodard
☌ Nacionalidade: Estadunidense

6. The Feed

O avanço da tecnologia e a importância dada às redes sociais podem ir longe demais um dia, e The Feed representa justamente essa distopia: a tecnologia de mesmo nome é difundida na sociedade em uma ferramenta implantada próxima ao cérebro das pessoas, o que as permite compartilhar informações, emoções e memórias em tempo real.

As coisas começam a dar errado quando alguns usuários começam a cometer assassinatos, e então os membros da família Hatfield, criadora da inovação, tentam a qualquer custo controlar essas consequências desastrosas que vão acontecendo diariamente por Londres.

Além do enredo que envolve muito suspense, algumas temáticas importantes são transmitidas na séries, como o uso excessivo das redes sociais e, principalmente, pela relação nada harmoniosa entre os Hatfields.

☌ Onde assistir: Amazon Prime Video
☌ Gênero: Drama, Suspense, Ficção científica
☌ Número de temporadas: 1
☌ Lançamento: 2019
☌ Elenco: David Thewlis, Guy Burnet, Michelle Fairley, Beverly Longhurst
☌ Nacionalidade: Britânica

EXTRAS! Para quem quer mergulhar em universos pós-apocalípticos e que se aproximam de uma distopia, as séries 12 Monkeys (clique aqui) e Jericho (clique aqui) podem ser boas pedidas.