Séries

'Stranger Things' volta muito melhor e mais madura

A 3ª temporada quebrou todos os recordes da Netflix

Heyder Mustafá* (heyder.mustafa@redebahia.com.br)


O roteiro já era bom, a direção de arte sempre foi impecável e desde sempre os meninos dão um show de atuação, mas nessa 3ª temporada tudo ficou ainda melhor. ‘Stranger Things’ voltou ao catálogo da Netflix de um jeito diferente, mais madura, acompanhando o desenvolvimento dos protagonistas. Não à toa, a produção lançada no dia 4 de julho quebrou todos os recordes da plataforma de streaming. Em apenas quatro dias, 41 milhões de assinantes já tinham assistido à série.

Nessa continuação, os criadores da trama conseguiram inserir na história de monstros e afins alguns dilemas vividos pelo grupo de amigos, agora em uma outra fase da vida. Os jovens da pequena cidade de Hawkins continuam unidos contra a criatura do Mundo Invertido, mas já se apaixonam, estão por dentro do cenário geopolítico da época e até falam sobre orientação sexual, ainda que de forma pontual e tímida.



O salto de complexidade dos personagens é indiscutível e necessário, o que também ajudou a conferir à série um ganho substancial em todos os aspectos. Prepare-se para ver referências mais nítidas à moda, ao cinema e costumes do meado dos anos 1980, sentir o patriotismo exacerbado do americano em meio à Guerra Fria, ver a veterana Winona Ryder ainda mais atuante, virar fã dos novos personagens que surgem na história e, claro, assistir aos oito episódios de vez, sem pensar em parar.

*Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.