Música

Teddy Pherraz comemora retorno à Playway: “houve um apelo popular por parte dos fãs”

Músico deixou o comando da banda de pagode em 2015 e retornou para o grupo este ano

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Após um pausa de quase dois anos com os trabalhos à frente da banda Playway, o cantor Teddy Pherraz está de volta aos palcos e fala ao iBahia, com exclusividade, sobre o retorno. "Houve um apelo popular por parte dos fãs e admiradores da banda que me receberam com muito carinho. Agora é agarrar a oportunidade e dar continuidade ao trabalho. Não fiquei parado, participei de alguns projetos no qual fui feliz também, mas a voz do povo é a voz de Deus, então tive que voltar para a minha família", conta.

Realizando uma série de apresentações por Salvador, região metropolitana e até fora da Bahia, a PlayWay vive um momento de ascensão após o retorno da formação original. "Um dos grandes diferenciais da banda é que trabalhamos com o áudio e visual. Sendo assim além de dar continuidade ao trabalho, estamos planejando muita coisa bacana dentro dessa linha. Gravamos um disco ao vivo onde trouxemos 3 hits novos no qual vamos explorar bastante a questão da coreografia e gravaremos um clip com um deles", revela o cantor.

Fazendo um balanço da carreira, Teddy confessa que ainda planeja alancar novos espaços no mercado da música. "Conquistamos um espaço bem bacana, tocando na maioria das cidades baianas e em cinco estados. Todos esses lugares que passamos conseguimos deixar a marca do nosso trabalho. Daqui para a frente, queremos conquistar o Brasil, se Deus permitir. São muitas coisas que quero conquistar. Mas com certeza a primeira delas é estar entre as referências do pagode. Isso me deixará muito feliz", afirma.

Questionado sobre os boatos de rivalidade entre os cantores que levantam a bandeira do pagode, o músico baiano afirma que as brigas não passam de boatos: "música é arte e não competição. Não faz sentido dizer que existe isso". Quando o assunto é o assédio das fãs, Teddy, que é casado, afirma que consegue separar as coisas. "Já sou casado há 6 anos e me dou super bem com minha "marida". Sei separar as coisas. Dou atenção às fãs e conto com a compreensão de minha "marida" também, o qual ajuda muito para eu lidar com isso", finaliza.