Cinema

Tretas e falsidade dão tom cômico ao elogiado ‘A Favorita’

Filme teve 10 indicações ao Oscar e já está em cartaz

Heyder Mustafa (heyder.mustafa@redebahia.com.br)


Com tantas redes sociais e aplicativos de mensagens a gente até esquece que mesmo na época das cartas escritas com caneta tinteiro as tretas já tinham um lugar de destaque em qualquer relação, principalmente entre parentes. Na Inglaterra do século XVIII não era diferente. Em ‘A Favorita’, a rivalidade entre as primas Sarah Churchill (Rachel Weisz) e Abigail (Emma Stone) faz o público rir, amar e odiar as duas personagens, que se mostram dispostas a tudo quando o objetivo é ter a atenção da rainha Anne (Olivia Colman).


Os figurinos luxuosos, os ambientes requintados e todo o cotidiano fancy do palácio são, ao mesmo tempo, a bolha na qual a rainha vive (doente na maior parte do tempo) e o octógono da disputa entre as primas. Sarah é duquesa, goza da confiança de Sua Majestade e com Sua Majestade. Amante da rainha, ela manda e desmanda no governo e vê sua posição ser ameaçada quando Abigail chega na corte e, aos poucos, vai ganhando a confiança real.
Foto: Reprodução

Entre os hilários ataques histéricos da rainha sempre acamada e o ranço crescente entre as primas, o filme fala de política, mostra a sociedade da época, critica a vida nababesca dos membros da corte inglesa e passeia por episódios conhecidos da vida de Ana da Grã-Bretanha, que não deixou herdeiro mesmo tendo engravidado 17 vezes.



Além de fazer bem os olhos - com uma direção de fotografia impecável, figurino belíssimo e cenários exuberantes – ‘A Favorita’ é um clássico filme de três protagonistas. As veteranas Rachel Weisz, Emma Stone e Olivia Colman formam o tripé perfeito que sustenta a narrativa e, como de costume, dão um show de atuação. Não à toa, as três foram indicadas ao Oscar. Prepare-se para rir e escolher quem é a sua favorita nesse filme de época mais do que atemporal.  

*Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.