Artes e Exposições

Tributo a Clarice Lispector reúne 50 obras da escritora no Santo Antônio Além do Carmo

Seguindo todos os protocolos, exposição “Clarices” estará aberta ao público; visitações acontecem às terças-feiras, quintas e sábados, das 14 às 16h

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Considerada uma das escritoras mais importantes do século XX, a ucraniana naturalizada brasileira, Clarice Lispector (1920–1977), é homenageada em uma exposição intitulada 'Clarices', realizada na sede no “ME Ateliê da Fotografia”, localizado na Ladeira do Boqueirão número 6, Santo Antônio Além do Carmo. As exibições acontecem às terças-feiras, quintas e sábados, no horário das 14 às 16h.

As peças são feitas por artistas da Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe, Ceará, São Paulo, Itália e Chile.

Seguindo o “Protocolo Setorial” da Prefeitura de Salvador para “Centros Culturais, Museus e Galerias de Arte”, o ateliê funcionará com 30% da capacidade máxima para visitações simultâneas. Após a aferição de temperatura, o visitante pode explorar o vernissage, mantendo o distanciamento social de 1,5m, com a permanência de até 1h sob utilização de máscara protetora durante toda a exposição. A higienização do local é feita antes e após o encerramento do horário de visita.

Em seu 1º ano de funcionamento, o fotógrafo baiano e curador do ateliê, Mário Edson, homenageou a pintora mexicana Frida Kahlo, em uma série de exposições com mais de 60 artistas — projeto que permaneceu durante 6 meses com recorde de público.

“Falar de Clarice Lispector no ano em que se comemora seu centenário é de grande responsabilidade e imensurável desafio. Uma mulher de fama enigmática e misteriosa, cuja obra foi um divisor de águas na literatura brasileira, numa época (do seu surgimento) cujo cenário dominado, exclusivamente, por escritores e temáticas regionais, Clarice chega com uma abordagem psicológica, histórias do cotidiano e elencando sempre a figura feminina como protagonista”, explicou o curador.

Foto: Divulgação
Para esse ano, Mário Edson traz 51 artistas brasileiros e estrangeiros para a exposição; sendo 21 fotógrafos, 23 pintores, ceramistas, escultores e bordadeiras, e 7 artistas cênicos. Entre os nomes, a chilena Camila Alemany, a italiana Cristina Cenciarelli e os brasileiros Manuel Chagas, Ieda Dias, Will Recarey e o próprio Mário Edson.

Propondo releituras de livros, contos, citações, filmes e peças produzidas pela escritora, a exposição “Clarices” entrega visões fragmentadas da autora sob o olhar da fotografia, pintura, desenho, escultura, bordado, poesia e música de novos artistas. Obras conhecidas da autora como o clássico de 1961, “A Maçã no Escuro”, “Felicidade Clandestina” (1971) e “A Hora da Estrela” (1977) prometem encantar o público diante de novos ângulos e perspectivas.

“O ‘Projeto CLARICES’ nasce da proposta do ‘ME Ateliê da Fotografia’ de centrar foco nas figuras artístico-culturais que nos deixaram grande legado, como forma de difundir e fazer perpetuar suas obras, através das provocações nas diversas áreas e técnicas, a saber; fotografia, pintura, escultura, bordado, desenho, aquarela, cerâmica e cênicas. Como estamos seguindo o protocolo da prefeitura, o contato com essas obras, embora breve, irá despertar a atenção do visitante para um novo olhar sobre a história de Clarice, e as histórias que ela contou”, elucidou Mário Edson.

A coletânea artística do vernissage será distribuída entre os três espaços do ateliê, com sessões cinematográficas, apresentações teatrais, narrativas de histórias para crianças, oficinas, rodas de conversa e visitas guiadas, ambas realizadas sob as normas e condutas do “Protocolo Setorial” para “Centros Culturais, Museus e Galerias de Arte”. Além das atividades programadas, a brasileira Ieda Dias— da categoria “cênicas” —protagonizará um monólogo sobre a vida e obra de Clarice Lispector.

“As obras foram construídas tomando-se por inspiração as obras, citações e seu universo. Com dimensões e suportes livres, contou com a curadoria, acompanhamento e assessoria do coordenador do Ateliê, Mário Edson. Foram 6 meses de imersão e troca de ideias, conhecimentos, leituras, pesquisas, entrevistas nas plataformas digitais e adequação ao ‘novo normal’ para exposições artísticas. Em virtude do isolamento, o projeto que contemplava reuniões para encontros e discussões, adequou-se as ferramentas digitais e foi finalizado em julho. Agora, estamos prontos para lançar o vernissage ao mundo”, conclui.

LISTA DE ARTISTAS

Participarão da exposição os fotógrafos: Alessandro Fernandes; Amorim de Castro; Ananda Nunes; André Fernandes; Augusto Araújo; Cristian Dessa; Edson Carvalho; Gustavo Machado; Leila Chandani; Manuel Chagas; Mário Edson; Will Recarey; Mateus Morbeck; Sônia Chaves; Tiago Queiroz, Damaris D. Fotos, Rodrigo West, Damião Paz, Luiz Bhering, Camila Alemany e Cristina Cenciarelli.

Entre os artistas plásticos: Alessandra Menezes; André Araújo; Anubis Cedraz; Arthur Fraga; Bebeto Souza; Bida; Clarissa Mustafa; Edmundo Dias; Eduardo Ruiz; Flávio Ribeiro; Gustavo Maciel; Gustabo Moreno; Hilda Salomão; Idee de Paula; Ivana Leme; Josi Borges; Lia costa; Lillian Morais; Lucas Rodrigues; Luzimar Azevedo; Mia Colagens; Renaide Almeida e Vica Gordilho.

Com relação a categoria cênica, estão confirmados: Bruno de Souza; Daniel Farias; Edu Coutinho; Ieda Dias; Jussara Mathyas; Odilon Esteves e Rebecca Oliveira.

SERVIÇO

Vernissage em tributo a Clarice Lispector.

Onde: ME Ateliê de Fotografia, Santo Antônio Além do Carmo — Ladeira do Boqueirão, nº 6. Quando: De 13 de outubro (terça-feira) até 12 de dezembro (sábado). Dias/Horário: Às terças-feiras, quintas e sábados, no horário das 14 às 16h. Gratuito