Cinema

‘Troco em Dobro’ agrada com ação divertida

Filme da Netflix tem Mark Wahlberg e Alan Arkin no elenco

Heyder Mustafá*
- Atualizada em

Em meio à avalanche de lixo lançada pela Netflix neste começo de ano, eis que surge uma luz no fim do túnel. Finalmente, a plataforma apresentou um filme que consegue cumprir o básico e agradar pelo roteiro irreverente e um elenco entrosado. ‘Troco em Dobro’ cumpre a velha e eficiente fórmula usada para filmes de ação com um toque de comédia e satisfaz ao contar uma história interessante de ajuste de contas sem deixar o espectador contando os minutos para ver os créditos subirem na tela.
Foto: Divulgação
O filme fala de um policial justo que é preso por agredir fisicamente seu superior após saber que uma investigação foi interrompida por interesses escusos. Depois de cumprir cinco anos de cana, ele é solto e se depara com uma quadrilha ainda mais articulada sujando o nome do Departamento de Polícia de Boston. Dessa vez, o buraco é muito mais embaixo com assassinatos, roubos, tráfico e toda forma de crime possível.

O policial injustiçado é vivido por Mark Wahlberg, conhecido por interpretar muito bem personagens do tipo. Na trama, o ator consegue tornar Spencer íntimo do público já nos primeiros minutos ao apresentar o policial como o mocinho da história em busca de redenção. O cenário fica ainda mais interessante com o time que ele tem ao lado para cumprir a missão: uma ex-namorada deliciosamente desequilibrada, uma espécie de pai adotivo interpretado pelo sempre genial Alan Arkin e um colega de quarto que acaba virando um amigo improvável.


‘Troco em Dobro’ é um belo e despretensioso clichê que agrada principalmente pelo elenco afiado e pelo roteiro envelopado por um texto cômico, rápido e inteligente. No longa, o que prevalece é o bem contra o mal, a justiça contra a corrupção, o mocinho contra o bandido. São quase duas horas de uma história bacana com cenas e reviravoltas manjadas, mas o saldo é positivo. Dá para se divertir tranquilamente sem deseja ter morrido queimado por ter perdido tempo vendo uma porcaria qualquer.    

 
Heyder Mustafá é jornalista e produtor cultural formado pela UFBA, editor de conteúdo da GFM e Bahia FM, apresentador do Fala Bahia e apaixonado por cinema, literatura e viagens.