Turismo

Turismo: confira 20 cidades na Bahia para viajar na Semana Santa

Com opções variadas de praias à cidadezinhas históricas pacatas, escolha o destino e programe a sua viagem

Carolina Dourado* (carolina.dourado@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Há quem diga que viajar renova as energias, pois sair da rotina nem que seja por alguns dias, ir para algum lugar perto e quebrar o automatismo da vida, é essencial para descansar. Por algum motivo específico como relaxar um pouco da pressão do dia-a-dia ou pelo simples prazer que a experiência proporciona, viajar só agrega coisas boas: lembranças, bagagem, contato com novas culturas e costumes, conhecimentos inéditos e autoconhecimento.

Pensando nas pessoas que estão à procura de locais para visitar ou que não fazem a mínima ideia do que fazer, o iBahia preparou uma lista com 20 destinos na Bahia para viajar no feriado da Semana Santa (30) com possibilidades diversas, desde praias à cidades históricas. Confira a lista, escolha uma das opções e programe sua viagem!

 1- Chapada Diamantina
Quem vai uma vez, normalmente volta. Localizada cerca de 400 km de Salvador, a Chapada é um dos destinos mais procurados pelas belezas naturais e tem inúmeras possibilidades de passeios por cidades históricas, trilhas, restaurantes aconchegantes e, principalmente, cachoeiras, que chamam a atenção dos turistas. Quem quer ir para um lugar tranquilo, relaxar e aproveitar o contato com a natureza, esta é uma boa dica.      



- Morro do Pai Inácio: uma boa opção para quem gosta de trilhas e vistas de tirar o fôlego. São 20 minutos de caminhada em um percurso íngreme para alcançar os 1.200 m de altura e ter uma visão panorâmica das paisagens mais bonitas da Chapada. É cobrado uma taxa de R$ 5 por pessoa para subir no morro.

- Gruta da Pratinha: conhecida como a cidade das grutas, lá se localizam as famosas Gruta Azul, Gruta da Pratinha, Gruta Lapa Doce e Gruta da Torrinha. Com o rio de águas cristalinas e azuis, os turistas podem flutuar na Gruta da Prata, praticar stand up, caiaque, pedalinho, tirolesa, fazer sessão de fotos aquáticas e massagens. O valor da entrada na fazenda custa R$ 20 e cada atividade de lazer tem um valor fixo.

 - Poço do Diabo: de fácil acesso, é preciso apenas uma caminhada de 15 minutos para chegar até o local. Com 6 m de profundidade, o poço é frequentado pelos adeptos do rapel, tirolesa e  pelos corajosos que pulam do paredão de pedras. Antigamente havia muito garimpo na região e, por isso, há uma lenda que deu origem ao nome do poço; escravos que tentaram fugir com diamantes foram afogados nas águas do Poço do Diabo. 

- Cachoeira da Fumaça: considerada a segunda maior cachoeira do Brasil, com 340 m, o destino é um dos mais procurados na Chapada. São cerca de 6 km de trilha íngreme com bastante pedras e apesar de ser considerada uma caminhada rápida, é indicado a companhia de um guia turístico, pois muita gente já se perdeu tentando se aventurar. 

- Poço Azul: a profundidade chega a 16 m e mesmo assim, por conta das águas transparentes e azuis, é possível observar formações rochosas no fundo do poço. É permitido flutuar em alguns trechos da caverna, mas tanto o passeio quanto a flutuação são permitidas apenas com a presença de um guia. É cobrada uma taxa para a entrada no local.

2- Boipeba
Localizado ao sul de Salvador, a Ilha de Boipeba é um ótimo destino para quem busca sossego, lá não entram carros e não existem bancos nem caixas eletrônicos. Até pouco tempo os comerciantes só aceitavam dinheiro em espécie, mas devido a grande procura pelo local, o comércio teve que se adaptar ao uso de máquinas de cartão. A ilha é considerada um lugar paradisíaco com águas cristalinas e areias brancas. 


Foto: Reprodução/ Instagram

3- Morro de São Paulo
Para chegar até a ilha o acesso é feito somente por barcos ou avião, lá não circulam carros. Morro possui características únicas, reúne programas para todas as idades e é um ótimo lugar para relaxar, curtir e conviver com as maravilhas paradisíacas do local. Há passeios para todos os gostos: para quem gosta de aventura, festas, bares, restaurantes ou algo mais tranquilo, como assistir ao pôr do sol. 


Foto: Reprodução/ Instagram

4- Porto Seguro – Trancoso – Arraial D’ajuda
Os três destinos são muito próximos um do outro, por isso vale a pena se planejar e visitar todos numa viagem só. Porto Seguro é mais frequentado por famílias e possui hotéis para todos os gostos e bolsos. Trancoso é um dos destinos mais badalados da região e virou moda inclusive entre os famosos, o que valorizou e tornou os preços mais altos até em pousadas mais simples. Já Arraial D'Ajuda é um meio termo entre as cidades, pois também é possível encontrar pousadas e hotéis mais acessíveis e a noite costuma ser agitada por conta da maior procura do público jovem pelo local. 

Foto: Reprodução/ Instagram

5- Itacaré
Localizada na Costa do Cacau, a pequena cidade de Itacaré oferece uma variedade de atrações em um único lugar. As praias paradisíacas chamam a atenção de surfistas e turistas do mundo todo. Para chegar nos lugares mais encantadores da cidade é preciso fazer trilha, e caiaques, canoas, bicicletas e jipes são bem vindos para quem curte se aventurar em meio às paisagens espetaculares. Na pequena vila encontram-se restaurantes com comidas regionais e internacionais, cybercafés, lojinhas, pousadas e bares.

Foto: Reprodução/ Instagram

6- Ilhéus
Com o maior litoral da Bahia, Ilhéus se tornou conhecida devido as plantações de cacau, que fizeram a cidade se desenvolver e influenciou na arquitetura e no centro histórico da cidade, e, também, por ser cenário das obras do escritor Jorge Amado. A lista das coisas para fazer em Ilhéus é diversa: praias, passeios históricos, visitas a fábrica de chocolate, bares, restaurantes e cenários físicos dos livros do escritor baiano, por isso, é considerada uma boa opção para viagem de família.

Foto: Denise Mayumi

7- Praia do Forte
Um lugar com variedades de lazer, aconchegante, bonito e considerado um bom destino para todas as idades. A simpática vila da Praia do Forte conta com restaurantes, bares, pousadas e ainda é possível encontrar resorts um pouco mais distantes do centrinho. Conhecida também pelas festas que ocorrem durante o verão, o local chama a atenção do público jovem. E para quem curte uma programação mais light, o Projeto Tamar (programa que cuida, principalmente, das tartarugas marinhas que vivem no local) fica localizado perto da igrejinha principal.


Foto: Reprodução/ Instagram

8- Imbassaí
Ótimo destino para quem não quer ir para muito longe e não abre mão de praia. Diferente de outros locais da Linha Verde, Imbassaí é perfeito para quem opta pela tranquilidade. Com barraquinhas simples e as mesas perto do mar e do rio, o lugar tem seu charme próprio e ainda é possível alugar caiaque e stand up paddle para se aventurar. Na vila, encontram-se variedades de restaurantes aconchegantes de lojinhas de artesanato. 


Foto: Reprodução/ Instagram
9- Itacimirim
Localizado a 30 minutos do aeroporto de Salvador, Itacimirim pertence ao município de Camaçari. Destino perfeito para fazer turismo ambiental sustentável e para quem quer descansar. Lá as praias são de areias brancas, águas quentes o ano todo, tem também piscinas naturais, manguezais e uma antiga e simpática vila de pescadores. 

Foto: Reprodução/ Instagram

10- Baixio
Considerado um paraíso à espera de visitantes, o povoado pertence ao município de Esplanada. As águas cristalinas das cinco lagoas e as praias quase intocáveis complementam a beleza das paisagens naturais do local. Uma ótima opção para quem quer unir aventura com descanso, pois é possível fazer passeios de caiaque, tour pelas lagoas, tour pelas dunas, off-road touring e adventure (com veículos 4x4), mas ainda assim uma das principais atrações da cidade fica por conta de um bar especializado em pingas, 'Bar das Folhas, do Seu Incrível'.


Foto: Reprodução/ Instagram

11- Barra Grande
Diferente do agito de centros turísticos mais famosos, o vilarejo de Barra Grande possui um clima tranquilo. O acesso complicado fez com que o local conservasse seu charme e a natureza. Localizada em Maraú, o local tem praias desertas com águas calmas, sem ondas, algumas cabanas simples que oferecem bebidas e tira-gostos, lagoas, piscinas naturais e mangues. Para quem quiser diversificar, diariamente lanchas e escunas levam turistas para explorar as belezas das ilhas da Baía de Camamu.


Foto: Reprodução/ Instagram

12- Cachoeira
Localizada no recôncavo baiano, a cidade é repleta de monumentos históricos e as construções do século XVII revelam toda a riqueza da época da nobreza. Conhecida também pela gastronomia, especificamente a maniçoba, comida regional, Cachoeira tem seu charme próprio. Além disso, a cidade é sede da Feira Literária Internacional de Cachoeira (Flica), tornando-se uma ótima opção para quem gosta de sossego, interior, boa comida e literatura.


Foto: Reprodução/ Instagram

13- Península de Maraú
Com aproximadamente 40 km de praias, a Península de Maraú é uma das áreas mais reservadas do estado devido ao difícil acesso à região. Um boa dica para quer quer relaxar e ter contato com a natureza, pois lá é possível encontrar piscinas naturais lotadas de peixinhos, recifes, manguezais, campos naturais e trilhas ecológicas.


Foto: Reprodução/ Instagram

14- Paulo Afonso
Outra opção para quem curte cidades históricas, pois lá é possível visitar o Museu Casa de Maria Bonita, sítios arqueológicos que contam com pinturas rupestres datadas de nove mil anos e reservas indígenas e biológicas. Há também opções para quem gosta de passeios que têm a natureza como atração principal, a queda d'água do Rio São Francisco é uma característica marcante da cidade. Paulo Afonso ainda conta com mirantes, aquários e bondinho.


Foto: Reprodução/ Instagram

15- Conde
O eterno cenário de "Tieta", a cidade possui 40 quilômetros de praias com areias finas e repletas de quiosques, rios, manguezais e dunas. O cartão postal é um pequeno vilarejo tranquilo e indicado para quem procura sossego e cenários paradisíacos. 


Foto: Reprodução/ Instagram

16- Caraíva
Esta península faz parte do Parque Nacional de Monte Pascoal, marco da chegada dos portugueses ao Brasil, por isso é um bom destino para quem procura uma cidade histórica com incríveis belezas naturais. Com locais mais reservados para diversão, Caraíva tem o seu 'point' localizado na Praia da Barra, durante o dia as comidas, bebidas e o famoso artesanato pataxós são o cargo chefe da cidade. Já a noite é possível aproveitar música ao vivo, até o dia clarear, à beira do rio.


Foto: Reprodução/ Instagram

17- Mangue Seco
Última praia no extremo norte do litoral baiano conta com uma pequena e charmosa  vila de pescadores. Mangue Seco fica localizado entre a Bahia e Sergipe  e ficou famoso depois de servir de cenário para a novela 'Tieta', mas por conta da pequena infraestrutura, o local é procurado por passeios de apenas um dia.


Foto: Reprodução/ Instagram

18- Cumuruxatiba
Localizado na Costa das Baleias, a cidade se destaca pela rusticidade. As praias são praticamente desertas o ano todo e passear de barco é dos principais programas da região. Há também uma trilha de 18 km para chegar até uma das praias mais bonitas do local: Barra do Caí.  E quem visitar a região entre julho e outubro ainda ganha um bônus, pois esse é o período que as baleias jubarte costumam dar o ar da graça.


Foto: Reprodução/ Instagram

19- Canudos
Uma cidadezinha pacata e carregada de história por todos os cantos, Canudos foi criada por uma Lei Estadual em 1985. Considerado um dos pontos turísticos mais visitados do sertão baiano, o município foi palco de um dos episódios mais marcantes da história da Bahia: a Guerra de Canudos.


Foto: Reprodução/ Instagram

20- Baía de Todos os Santos
Considerada a segunda maior baía do mundo, depois do Golfo de Bengala, o local é excelente para quem quer relaxar e, também, para quem gosta de mergulhar. Da Ponta da Pena até Itaparica são cerca de 9 km de extensão, ao todo a baía possui 300 km de belezas naturais e paradisíacas. Dentre as ilhas mais conhecidas estão: Ilha dos Frades, Ilha de Maré, Ilha de Bom Jesus e a Ilha do Medo. Outras cidades que fazem parte do roteiro são Cachoeira, Candeias, Itaparica, Jaguaripe, Madre de Deus, Maragogipe, Muritiba, Nazaré, Salinas da Margarida, Santo Amaro, São Félix, São Francisco do Conde, Vera Cruz e Saubara.

Foto: Reprodução/ Instagram

*Sob supervisão e orientação da repórter Isadora Sodré