Entretenimento

Operação Verão: Reeducação alimentar é a melhor maneira de perder peso

A estética não deve ser a única preocupação de quem está acima do peso. O excesso de gordura está relacionado a diversos problemas de saúde, desde o aumento do risco de desenvolvimento de diabetes e hipertensão arterial, até distúrbios ortopédicos. Diversas pessoas recorrem às dietas milagrosas para emagrecer, mas elas geralmente funcionam por um curto período de tempo. Os nutricionistas indicam a reeducação alimentar para quem quer perder peso com saúde. Há dois meses da estação mais quente do ano, a Operação Verão desta semana traz a Dra. Kelly Adan, nutricionista e coordenadora de nutrição do Hospital Espanhol, e o ex-pugilista Acelino ‘Popó’ Freitas para comentar sobre os benefícios de uma saudável mudança de hábitos alimentares. A reeducação alimentar é a melhor maneira de perder peso com saúde e eficácia. Segundo Dra Kelly Adan, nutricionista há 15 anos, a partir […]


30/10/2008 às 17h40

8 min de leitura

A estética não deve ser a única preocupação de quem está acima do peso. O excesso de gordura está relacionado a diversos problemas de saúde, desde o aumento do risco de desenvolvimento de diabetes e hipertensão arterial, até distúrbios ortopédicos. Diversas pessoas recorrem às dietas milagrosas para emagrecer, mas elas geralmente funcionam por um curto período de tempo. Os nutricionistas indicam a reeducação alimentar para quem quer perder peso com saúde.

Há dois meses da estação mais quente do ano, a Operação Verão desta semana traz a Dra. Kelly Adan, nutricionista e coordenadora de nutrição do Hospital Espanhol, e o ex-pugilista Acelino ‘Popó’ Freitas para comentar sobre os benefícios de uma saudável mudança de hábitos alimentares.

A reeducação alimentar é a melhor maneira de perder peso com saúde e eficácia. Segundo Dra Kelly Adan, nutricionista há 15 anos, a partir do momento em que o individuo aprende a alimentar-se sob uma nova óptica, selecionando os alimentos adequados em quantidade e qualidade, o objetivo de readaptação dos hábitos alimentares é atingido, o peso é ajustado e a saúde é mantida. ‘Assim a pessoa não precisa passar por privações alimentares ou experimentar as famosas dietas milagrosas‘, assegurou a nutricionista.

Mudar hábitos não é fácil em nenhum sentido. Esse processo requer esforço e disciplina, e deve ser acompanhado por um profissional da área médica. Mas todo empenho é válido quando o assunto está relacionado à saúde. ‘Reeducar é reaprender e acima de tudo é querer mudar, aceitando as causas da necessidade da mudança, sejam elas problemas de saúde ou mesmo estéticos‘, afirmou Dra. Kelly.

A reeducação alimentar consiste em alterar todos os maus hábitos e passar a pensar na qualidade, não na quantidade. ‘Esse processo não é um regime ou uma dieta, mas sim um procedimento onde se coloca em prática um plano de alimentação saudável, adequado às necessidades individuais‘, completou a nutricionista. Ela lembra ainda, que as mudanças não devem acontecer de um dia para o outro. Essas alterações devem ser graduais e pouco dolorosas.

O ex-pugilista Popó conta que no período que treinava tinha que deixar de comer o famoso feijão de dona Zuleica, sua mãe. Ele passava até três meses comendo muitas verduras, carnes magras e frutas e tomava suplementos e vitaminas. ‘O melhor de voltar para casa é que sempre era recebido com uma panela de feijão‘, lembra Popó. O ex-atleta afirma que, apesar de ter deixado de lutar no ano passado, continua se preocupando com a sua alimentação. ‘No momento não estou com acompanhamento profissional, mas sempre me preocupo com a saúde‘, assegurou o esportista, quatro vezes campeão mundial boxe.

No processo de reeducação alimentar é melhor fazer pequenas refeições ao longo dia, do que comer demasiadamente em apenas três momentos. Para Dra Kelly, deve-se fazer no mínimo seis refeições por dia, em horários pré-determinados e com moderação. ‘Essa é a melhor maneira de ter a sensação bem alimentado e mantê-la ao longo do dia, evitando os famosos momentos de compulsão, seguidos de arrependimento‘, afirmou a nutricionista. Ela conta ainda que quanto mais fracionada a dieta, menor o número de calorias absorvidas. ‘O tempo entre uma refeição e outra deve ser de aproximadamente três horas‘, completou.

O excesso de peso tem repercussões negativas na qualidade de vida do indivíduo. Comer bem auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, câncer e até de alguns problemas odontológicos.

De acordo com Dra. Kelly, atualmente as doenças crônico-degenerativas representam a principal causa de mortalidade no mundo, refletindo as mudanças que vêm ocorrendo no estilo de vida das pessoas, sobretudo nos hábitos alimentares. ‘Nos últimos anos, houve um aumento significativo no consumo de fast-foods e refeições industrializadas‘, afirmou a nutricionista. Isso eleva a ingestão desmedida de calorias, gorduras saturadas e trans, sódio e açúcares refinados, reduzindo o consumo de carboidratos complexos e fibras. ‘Tudo isso acarreta desequilíbrios nutricionais e influencia vários fatores de risco como obesidade, hipertensão arterial e alteração nos níveis de glicemia‘, completou Dra Kelly.

Uma nutrição adequada fornece energia e substâncias indispensáveis para que o organismo se mantenha saudável. De acordo com a nutricionista, uma boa alimentação deve conter carboidratos complexos (integrais), frutas e hortaliças em geral, laticínios desnatados, carnes magras, peixes e aves sem pele, ovos e leguminosas, os óleos vegetais, as fibras, solúveis e insolúveis e a água, sempre.

Para o ex-pugilista, bons hábitos alimentares ajudam a evitar alguns males que são decorrentes de gorduras e açucares em excesso. ‘Manter uma alimentação saudável é bom para quem é esportista e para quem não é também‘, afirmou. Ele lembra que quando iniciou os treinos, aos 14 anos, não tinha muita comida em sua casa. ‘Minha mãe fazia o feijão no domingo e tinha que durar até o sábado seguinte. Então era muito fácil manter o peso‘, recordou.

Popó conta ainda que quando foi campeão mundial sua situação financeira melhorou e, por comer um pouco mais, teve que recorrer a reeducação alimentar em alguns períodos. ‘Eu tinha que cumprir uma dieta rigorosa para chegar aos 58 quilos exigidos pela minha categoria. Eram três meses antes da luta com muito treino e dieta‘, afirmou.

O consumo de líquido, principalmente água, é muito importante no processo de reeducação alimentar. ‘O corpo humano é constituído em 70% por água que preserva as funções fisiológicas, hidrata, lubrifica, regula a temperatura corporal, melhora o funcionamento intestinal, transporta nutrientes e elimina toxinas‘, assegurou Dra Kelly. Mas ela completa que deve-se evitar o consumo durante as refeições e que para não sobrecarregar os rins, a ingestão deve ser feita aos poucos, ao longo do dia.

A mudança de hábitos alimentares é um processo de contínua aprendizagem, exercido através de orientações nutricionais específicas, onde o indivíduo conhece e incorpora hábitos mais saudáveis. Sendo assim, uma dieta balanceada, combinada a atividades físicas regulares é a melhor maneira da controlar o peso. Em uma dieta nutritiva, boa parte dos alimentos são permitidos, desde que sejam consumidos com consciência e moderação. O mais importante é sempre manter o equilíbrio.

 

DICAS DA SEMANA

 

iBahia.com – Tenha sempre em mãos barras de cereais, porque além de nutritivas ajudam a saciar a fome.

 

 

Drª Kelly Adan –Internautas prestem atenção a todos os alimentos que vocês ingerem, avaliando seus riscos e benefícios. Com moderação, variedade e equilíbrio é possível comer de tudo. E lembrem-se: ‘menos calorias é sempre mais saúde’.

 

Popó – Se você quer perder peso, procure um nutricionista ou um médico. Nada de experiências ou dietas malucas para emagrecer.