Barrichello reclama e ameaça não continuar na Williams em 2012


Rubinho diz que é usado como piloto de testes na equipe

O que era certo, deixou de ser. Rubens Barrichello, que chegou a dizer que sua renovação na Williams estava praticamente encaminhada, afirmou nesta sexta-feira, em entrevista ao jornal italiano “Corriere dello Sport”, que pode sair da equipe italiana na próxima temporada.

“É uma situação inacreditável. Eu nunca quis ser um piloto de testes. No entanto, parece que aqui na Williams eu sou usado apenas para experimentar e tentar novas peças, novas soluções técnicas. Eu faço os testes e depois reclamo que não tenho resultados. Eu não sei se vou continuar no próximo ano nessas condições”.

O piloto brasileiro, que teve uma boa temporada de estreia na equipe em 2010, afirmou que a Williams parece perdida na temporada. “Nos últimos meses, nós trouxemos muitas novas partes aerodinâmicas. Nós não conseguimos testá-las corretamente e, honestamente, você não pode usar uma corrida para testes. Estamos confusos, a equipe está perdida em incerteza”, afirmou.

Com a chegada de Mike Coughlan como engenheiro chefe, a Williams prometeu uma série de mudanças para 2012. Além da troca dos motores Cosworth para a Renault, o presidente Adam Parr afirmou que novidades são necessárias para que a equipe evolua.

“Eu acho que as pessoas precisam sentir as mudanças. Todos aqui estão fazendo o melhor trabalho que podem. Mas há o consenso de que não estamos conseguindo os resultados que queremos e nós precisamos de mudanças”.