Bernardinho chora ao falar do filho e pensa em deixar seleção


Brasil ficou com a prata olímpica, para a frustração brasileira

O técnico Bernardinho chorou durante a entrevista coletiva dada à imprensa depois da derrota para a Rússia neste domingo (12) nos Jogos de Londres. Segundo informações da Folha Online, o treinador desabou quando um repórter perguntou como era ver o filho, o levantador Bruno, chorando. “Ainda bem que não vi”, respondeu Bernardinho, que depois não conseguiu conter o choro. “Para qualquer pai é a coisa mais difícil”, garantiu, muito emocionado.Na partida, o Brasil abriu dois sets de vantagem e chegou a ter dois match points no 3º, mas viu a Rússia virar a partida e levar a melhor no tie-break, ficando com o ouro olímpico. Os brasileiros levaram a prata pela segunda Olimpíada consecutiva.O técnico brasileiro falou sobre a relação com o filho no vôlei. “Eu sei o quanto tem sido difícil para ele [Bruno], para a gente. A relação pai e filho dentro da quadra é complicada. Quando eu penso numa decisão (sobre permanecer no cargo), eu penso muito nisso. Penso que ele é um cara fundamental para 2016, e minha presença (na seleção) pode atrapalhar ele”, disse. “Sei o quanto ele queria esse resultado, o quanto ele queria provar que eu não estava sendo um nepotista. Se for o caso, eu me faço à parte (da seleção) para que ele faça a parte dele”, garantiu Bernardinho.O técnico elogiou o desempenho do filho em quadra. “Acho que ele foi o melhor jogador da Olimpíada na posição. Não tenho dúvidas”. Ele falou sobre pessoas que tentam atingi-lo através do filho e disse que acha isso injusto com Bruno. “É uma situação difícil, principalmente para o Bruno. E isso vai fazer parte da minha decisão de continuar ou não até 2016”.Bernardinho disse que quer se dedicar apenas a um projeto no futuro – ou continuar na seleção ou no clube Rio de Janeiro. Ele pretende deixar um dos dois. “Olimpíada é o máximo, mas não é justo para o povo brasileiro que eu tome uma decisão baseada no meu ego”, concluiu.Virada
Sobre o jogo, Bernardinho pediu desculpas pela derrota e se culpou pelo resultado. “Desculpa, realmente perdi o jogo hoje. Estou muito triste e frustrado, porque estivemos perto do ouro, e vários jogadores como Giba, Rodrigão e Serginho estão deixando o time e não mereciam terminar assim”, lamentou. “O treinador da Rússia encontrou a peça certa na posição de oposto. Nós conseguimos controlar o Mikhaylov, mas ele colocou outro jogador ali e o percentual de acerto dele foi altíssimo. O vigor físico fez a diferença”, acredita.