Esportes

Abertura das Olimpíadas faz referência à Covid e tem atletas sem máscara; confira imagens

Brasileiros foram representados por Bruninho, do vôlei, e Ketleyn Quadros, do judô

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Às 8h em ponto (horário de Brasília) Tóquio iniciou a abertura das Olimpíadas. A organização dos jogos foi marcada pela incerteza, por conta da pandemia do novo coronavírus, e chegou a ser adiada por um ano. E isso não foi esquecido no evento. No início da abertura, houve uma homenagem às vítimas da Covid-19, além de ser retratado o isolamento social e o esforço dos atletas para se manterem ativos, mesmo em casa.

As delegações desfilaram sem público e algumas de maneira reduzida, como foi o caso do Brasil. Os brasileiros foram representados por Bruninho, do vôlei, e Ketleyn Quadros, do judô. A passagem foi bem rápida, mas o suficiente para mostrarem o samba no pé.

Por conta da Covid-19, o uso de máscara era obrigatório, conforme protocolo. No entanto, a delegação do Quirguistão e Tajiquistão desfilaram com o equipamento de proteção nas mãos. 

No final da cerimônia, um dos momentos mais bonitos: drones no céu de Tóquio formaram a imagem do globo terrestre e um coral infantil cantou a música 'Imagine', de John Lennon e Yoko Ono. Cantores de cada continente, como John Legend representando a América e Alejandro Sanz, na Europa, apareceram em vídeo cantando trechos da música.

Confira imagens:

Foto: Divulgação / COB
Foto: Divulgação / COB