Mais Esportes

Amigo de Schumacher diz que ex-piloto não corre mais risco de morte

Philippe Streiff revelou detalhes de possível conversa com médico do alemão

Redação iBahia (esportes@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O amigo pessoal de Michael Schumacher, Philippe Streiff, que já havia dito que teme que o ex-piloto sofra sequelas caso escapasse da morte por conta do acidente de esqui que sofreu em Méribel, na França, voltou a falar com a imprensa e desta vez revelou que o alemão não corre mais risco de morte. Em conversa com agências internacionais, ele reproduziu o que o médico de Schumi, Gerard Saillant, o contou, mas salientou que o caso do amigo ainda é grave.


"Não sou médico, só estou repetindo o que Gerard Saillant me disse. Ele falou que a situação é séria, mas a vida dele não está mais em risco", disse.


Entretanto, a assessora de Schumacher, Sabine Kehm, contestou a informação por meio de um comunicado de imprensa, onde declarou que "o estado do ex-piloto ainda é crítico, mas estável" e que "qualquer informação sobre a saúde de Michael que não venha de médicos que estão cuidando dele ou de assessores deve ser tratada como inválida e pura especulação". O pai do alemão, Rolf; o irmão  e também ex-piloto de Fórmula 1, Ralf e a esposa, Corinna, foram fotografados na entrada do hospital.


Michael Schumacher segue internado em coma induzido.