Futebol

Após acusação de agressão, goleiro Jean acerta empréstimo ao Atlético-GO

Processo movido contra o atleta, acusado de agredir a esposa, segue na justiça americana

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


O goleiro Jean tem um novo clube. Acusado de agredir a esposa Milena Bemfica em dezembro de 2010,  com processo que ainda corre na justiça americana, o jogador, que pertence ao São Paulo e foi revelado nas categorias de base do Bahia, acertou empréstimo ao Atlético-GO até o fim de 2020.



Na última quinta-feira (9), o clube paulista divulgou através de nota oficial que suspendeu o contrato do goleiro até o dia 31 de dezembro de 2020, o que significa que ele ficaria sem atuar ou receber salários do tricolor. Segundo a nota, "o atleta poderá exercer atividades por outras agremiações em condições já estipuladas. Caso o jogador não seja contratado por um outro clube durante este período, o São Paulo Futebol Clube poderá decidir pela rescisão de contrato ao final deste ano de suspensão".
Foto: Divulgação/SPFC

O goleiro chegou a despertar interesse do Ceará, especulação que gerou revolta da torcida e fez o clube alvinegro recuar nas negociações. O Atlético-GO, por sua vez, fechou com o baiano e jogará a série A na temporada de 2020.

O caso
Jean foi acusado de dar oito socos em Milena Bemfica, esposa do jogador, durante viagem em família para Orlando, nos Estados Unidos, no dia 18 de dezembro de 2019. Ele foi preso em flagrante após postagem de Milena nas redes sociais, em que ela pedia socorro após a agressão, enquanto estava trancada no banheiro.

Jean foi solto sem pagamento de fiança, após se comprometer com a justiça de comparecer ao tribunal em audiências futuras e não cometer outros atos ilícitos. Apesar da soltura, ele segue em processo nos Estados Unidos pelo crime de violência doméstica.