Futebol

Após desmaios de jogadoras, MPT pede condenação da CBF

Cinco atletas desmaiaram por conta do calor de 39ºC e da baixa umidade relativa do ar que faziam na cidade de Teresina

Redação Correio24h (redacao@correio24horas.com.br)

O Ministério Público do Trabalho do estado do Piauí pediu a condenação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por danos morais coletivos após a partida entre Tiradentes-PI e Viana-MA, válida pelo Campeonato Brasileiro feminino.Durante a partida, que terminou 10 a 0 para o Tiradentes, cinco jogadoras desmaiaram por conta do calor de 39ºC e da baixa umidade relativa do ar que faziam na cidade de Teresina. O jogo foi disputado às 15h do dia 23 de setembro. Caso a punição ocorra, a CBF poderá pagar multa no valor de R$ 1 milhão.

(Foto Reprodução/TV Globo)

A ação foi movida pelo procurador Edno de Carvalho Moura e requer cumprimento de obrigações comuns à CBF e à Federação de Futebol do Piauí (FFP). O documento pede que as partidas de futebol não sejam realizadas no estado antes das 17h. Havendo descumprimento do pedido, a FFP pode ser multada em R$ 100 mil."Tanto Federação, como principalmente a CBF, demonstraram total descaso com a saúde, segurança e o conforto das atletas as obrigando a jogar sob altíssimas temperaturas, baixa umidade e incidência elevada de raios solares", disse o procurador.O JogoAos oito minutos da etapa inicial, a goleira Del, do Viana-MA, passou mal e vomitou. A comissão técnica maranhense disse que a atleta teve problemas de pressão alta e precisou de atendimento médico. Após o intervalo, algumas jogadoras do time visitante cogitaram não voltar ao gramado.No segundo tempo, outras atletas também passaram mal e desabaram em campo. Cinco jogadoras deram entrada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com desidratação: a goleira Bárbara, as zagueiras Daniela e Alessandra, e as atacantes Flávia e Renata. O árbitro encerrou a partida aos 36 minutos do segundo tempo por conta do calor.

Correio24horas