Futebol

Após paralisação, Brasileirão volta com força neste fim de semana

23ª rodada será de fortes emoções, com clássicos regionais, estaduais e brigas diretas na luta por melhores posições na tabela

Redação Goal
- Atualizada em

Após duas semanas de paralisação o Campeonato Brasileiro volta com toda a sua força neste fim de semana. E a 23ª rodada será de fortes emoções, com clássicos regionais, estaduais e brigas diretas na luta por melhores posições na tabela. A bola começa a rola neste sábado (9), com o confronto entre Atlético-MG (10º) e Palmeiras (4º), no Independência, às 16h. O Galo não sabe o que é perder para o Verdão em seus domínios há seis anos e tentará manter essa marca.

Pela noite, outras duas partidas: Vasco (12º) e Grêmio(2º) se enfrentam em São Januário, às 18h, com o Tricolor querendo a vitória para diminuir a diferença de pontos para o líder, enquanto o Cruzmaltino quer se afastar da zona perigosa. Já no Morumbi, o São Paulo (19º) recebe a Ponte Preta (13º) e precisa urgentemente de um triunfo para seguir em sua luta para sair do Z-4, enquanto a Macaca quer vencer para deixar o rival mais abaixo.

O domingo será de clássicos. O primeiro deles será o clássico paranaense entre Atlético-PR (8º) e Coritiba (15º) na Arena da Baixada, em partida marcada para as 11h. Pela tarde, um dos jogos mais esperados será na Vila Belmiro, às 16h: Santos (3º) e Corinthians (1º) fazem confronto que pode fazer com que a diferença do líder diminua ou aumente na tabela do Brasileirão.

No mesmo horário, Spot (11º) e Avaí (18º) duelam na Ilha do retiro, enquanto o Vitória (16º) recebe o Fluminense (9º) no Barradão. Na noite de domingo, Botafogo (7º) e Flamengo (5º) fazem clássico carioca entre equipes que seguem na luta para entrar na zona de classificação direta à Libertadores, recebe o Cruzeiro (6º), precisando vencer para deixar a zona de rebaixamento, e do outro lado a Raposa tentará a vitória para seguir dentro do G-6. A 23ª rodada do Brasileirão se encerra na noite de segunda-feira, com o confronto entre Atlético-GO (20º) e Bahia (14º), no estádio Olímpico.