Futebol

Bahia visita o Santos em busca de terceiro triunfo como visitante

Diante do que considera um dos melhores times da Série A, técnico Jorginho prega cautela e quer equipe 'fechadinha' para surpreender

Vitor Villar, Redação Correio 24h (vitor.villar@redebahia.com.br)

Não é à toa que o clima no Bahia para encarar neste domingo (23) o Santos, às 11h, no Pacaembu, é de muito mais otimismo. Há 15 dias, quando empatou em 1x1 com o Fluminense, na Fonte Nova, o resultado ampliava uma série de sete partidas sem triunfos na Série A. Agora, aquela partida faz parte de uma sequência invicta de cinco jogos do Esquadrão.

Mas o que fez a confiança da equipe voltar não foram os resultados em casa, como era de se esperar, mas o rendimento fora dela. O tricolor, que tinha tanta dificuldade de vencer longe de Salvador, encaixou dois triunfos seguidos na casa do adversário. Contra o Peixe, buscará vencer a terceira partida consecutiva como visitante – algo que só o Corinthians conseguiu na Série A.

(Reprodução: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Nos dois jogos, o Esquadrão pode se orgulhar também de não ter sofrido gols. Primeiro, bateu a Ponte Preta, no dia 12 de julho, por 3x0. Depois, na quarta-feira (19), venceu o Atlético-MG por 2x0. O Bahia não vencia o Galo em Belo Horizonte há 18 anos.

O técnico Jorginho, porém, não quer alimentar expectativas, e acredita que um empate em São Paulo já sairia de bom tamanho: “É um jogo em que teremos que ter todo cuidado. Quem sabe a gente conquiste um ponto. Se a gente conseguir os três será algo, assim, excepcional, pois sabemos o quanto vai ser difícil”.

Diante do que considera uma das melhores equipes do país, ele pretende jogar de maneira cautelosa: “a gente se comportou muito bem taticamente (contra o Galo) e acho que é isso que temos que fazer contra o Santos. Sabemos da qualidade deles, é uma equipe com um futebol dos mais bonitos do Brasil. Mas sabemos que eles encontram dificuldade quando enfrentam uma equipe fechadinha, então vamos com essa proposta”.

Pra acreditar

Mas o torcedor tricolor tem boas razões para não temer tanto assim o Peixe. Renê Júnior, um dos destaques da equipe, está de volta depois de cumprir suspensão contra o Atlético-MG. Ao lado de Juninho, que deve continuar como titular, eles formarão uma dupla artilheira de volantes: Renê marcou contra Ponte Preta e Avaí (empate em 1x1 na Fonte Nova no último domingo) e Juninho fez os dois do triunfo sobre o Galo.

Para completar, o próprio Renê Júnior, que defendeu o Santos em 2013, lembra que o Peixe não estará jogando exatamente em casa: “nosso segundo triunfo fora de casa deu uma motivação ainda maior para pegar o Santos. Lógico que tirando o jogo da Vila (Belmiro) facilita pra gente, porque o Pacaembu não é onde eles estão acostumados. Também sabemos que o Bahia tem torcida no Brasil todo, ainda mais em São Paulo, e eu sei que a embaixada de lá vai lotar o setor e vai nos ajudar”.