Futebol

Barcelona aceitaria volta de Neymar, que sente falta do clube, diz jornal

Brasileiro mantém contato com ex-companheiros; missão é difícil, mas não impossível

Agência O Globo
- Atualizada em

A maneira com que Neymar trocou o Barcelona pelo Paris Saint-Germain desagradou aos dirigentes do clube catalão. Mas pouco mais de um ano depois da transferência, as mágoas estão superadas, e os cartolas bleugranas já veem com bons olhos um possível retorno do brasileiro, informa o jornal "Mundo Deportivo" nesta quarta-feira.

Em março, o "MD" publicou que Neymar se movimentava para articular um possível retorno ao clube. Nesta sexta, o jornal reforça que o brasileiro segue enviando mensagens a dirigentes e jogadores a fim de costurar uma aproximação. Inicialmente, a resposta do Barcelona era fria. Mas os catalães já se mostram dispostos a superar os problemas do passado.


A suposta vontade de voltar revelaria que Neymar se arrependeu da transferência para o PSG em julho de 2017, quando se tornou o jogador mais caro da história (222 milhões de euros). Segundo o jornal, o camisa 10 não teria se adaptado ao Paris e estaria decepcionado com os maus resultados do time na Liga dos Campeões e com sua ausência da lista de melhores do mundo da temporada, além da sombra de Mbappé.

Um retorno para o Barcelona num futuro próximo parece difícil, uma vez que não está nos planos do PSG se desfazer de seu principal jogador. Mas os catalães não consideram o negócio impossível. Para superar os traumas do passado, dirigentes do Barcelona esperam que Neymar admita publicamente que errou ao deixar o clube há duas temporadas e que ele retire a ação que move na Justiça cobrando 26 milhões de euros que deveriam ter sido pagos pela renovação de um contrato que não se cumpriu.

"A perspectiva do Barcelona sobre Neymar mudou. A situação se desinflamou, sobretudo entre os dirigentes, que receberam mensagens em tom de "S.O.S" do craque brasileiro e começaram a entender que sua decisão foi um equívoco, algo que pode acontecer com todos", escreve o "Mundo Deportivo", que alerta para a virtual concorrência do Real Madrid, outro interessado no craque da seleção.