Futebol

Brasil pega a França nas oitavas da Copa do Mundo feminina; EUA está no caminho

Com a vitória do Chile por 2 a 0 sobre a Tailândia, Brasil vai mesmo cruzar as donas da casa no primeiro jogo do mata-mata

Redação Goal
- Atualizada em

A Copa do Mundo feminina concluiu sua primeira fase nesta quinta-feira (20), e com isso definiu também o futuro do Brasil no torneio. Com a vitória do Chile "só" por 2 a 0 sobre a Tailândia, a seleção de Marta, Cristiane e cia vai mesmo encarar as anfitriãs francesas nas oitavas, com a poderosa seleção dos EUA como provável rival já nas quartas.

Foto: Assessoria/CBF
A França era a adversária mais provável desde o princípio, mas havia a chance de um cruzamento com a Alemanha, dona de campanha mais modesta nesta primeira fase. Para isso acontecer, bastava o Chile vencer a Tailândia por três ou mais gols de diferença na conclusão do grupo F, nesta quinta-feira. Contra o time mais frágil de toda a Copa do Mundo até aqui, as sul-americanas abriram 2 a 0 e tinham um pênalti a favor, mas erraram a cobrança e sacramentaram o futuro do Brasil.

Tudo Isso porque a seleção brasileira, que venceu a Itália por 1 a 0 na terça, garantiu vaga às oitavas de final com o terceiro lugar do grupo C, com seis

Como a Copa do Mundo feminina tem apenas seis grupos na competição, diferentemente da edição masculina com oito, classificam-se os dois melhores de cada chave e também as quatro equipes com melhores campanhas de terceiro lugar, completando os 16 times necessários para a disputa das oitavas de final.

Nesta quinta, mais cedo, por pouco não foi confirmado o confronto entre Brasil e França, mas Camarões conseguiu o gol da vitória sobre a Nova Zelândia aos 50 minutos do segundo tempo. O resultado classificou as africanas, eliminou a Argentina e fez o Brasil continuar esperando até a definição de Chile e Tailândia.

Quando o Brasil joga?
Brasil x França - domingo (23), às 16h (de Brasília)

E depois?

Caso avance às quartas de final da Copa do Mundo, o Brasil poderá encara o vencedor do duelo entre Espanha e EUA.