Mais Esportes

Câmera presa no capacete pode ter sido responsável por agravar lesões de Schumacher

Investigadores do caso acreditam que equipamento ajudou a fragilizar estrutura do capacete, o que expôs a cabeça do ex-piloto

Redação do Correio 24h

A câmera que estava presa no capacete de Michael Schumacher quando o ex-piloto sofreu um acidente de esqui na estação de Méribel, na França, pode ter sido responsável pela gravidade da lesão cerebral sofrida pelo alemão. De acordo com o jornal britânico 'The Telegraph', pessoas ligadas à investigação do acidente de Schumacher acreditam que o equipamento pode ter forçado a estrutura do capacete no momento do choque e feito com que ele partisse ao meio no momento em que a cabeça do ex-piloto se chocou contras uma pedra.


Especialistas da Escola Nacional de Esqui e Alpinismo de Chamonix (ENSA), que estão envolvidos na investigação, já fizeram alguns testes para identificar se a presença da câmera pode ter sido responsável pelo enfraquecimento e quebra da estrutura do capacete. Os especialistas acreditam que o fato de o capacete ter quebrado expôs a cabeça de Schumacher, o que aumentou a força da pancada contra a pedra, o que aumentou a gravidade das lesões cerebrais.


"O capacete quebrou completamente. No mínimo em duas partes. A ENSA checou o material do capacete estava OK. Mas por que ele explodiu no impacto? Aí é que a câmera entre em questão. O laboratório tem feito testes para ver se a câmera enfraqueceu a estrutura", disse a fonte ligada à investigação ao 'Telegraph'.


Os responsáveis pelo caso ainda não fizeram nenhum pronunciamento oficial. A previsão é que uma coletiva seja marcada para esta segunda-feira (17), para que haja um esclarecimento de alguns pontos do caso. A expectativa é que a estação de esqui de Méribel e os fabricantes do esqui e do capacete sejam isentos de qualquer responsabilidade.


Schumacher está internado no Centro Hospitalar Universitário de Grenóble, na França, desde o dia 29 de dezembro, quando sofreu o acidente. O ex-piloto, que teve os sedativos retirados, ainda não acordou do coma e segue em estado vegetativo.


Matéria original: Correio 24h
Câmera presa no capacete pode ter sido responsável por agravar lesões de Schumacher