Futebol

Candidato único, Rogério Caboclo é eleito presidente da CBF

Atual diretor-executivo da entidade, Caboclo assumirá o cargo em abril de 2019, quando substituirá Del Nero

Redação Correio 24 horas
Rogério Caboclo, de 45 anos, foi eleito nesta terça-feira (17) o novo presidente da CBF. Caboclo concorreu sozinho ao posto e vai ser o 20º comandante da história da entidade. Ele assumirá o cargo em abril do ano que vem e ficará no comando do órgão máximo do futebol no Brasil por quatro anos, até abril de 2023.
Caboclo conseguiu o apoio da maioria dos clubes e federações (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Escolhido pelo atual presidente da CBF, Marco Polo del Nero, Rogério Caboclo ocupa atualmente as funções de diretor-executivo da entidade e a chefia do Comitê Organizador Local (COL) da Copa América de 2019, que será disputada no Brasil. Caboclo também será o chefe da delegação brasileira durante a Copa do Mundo da Rússia.
A eleição de Caboclo à presidência da CBF já era esperada. O processo de votação foi realizado com três urnas. Participaram as 27 federações estaduais, os 20 clubes da Série A e os 20 clubes da Série B. 
Entre os clubes que jogam a primeira divisão, foram registrados 17 votos, Uma abstenção, uma ausência e um voto em branco. Para ser candidato ao cargo, Caboclo precisou derrotar o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, numa disputa interna pela indicação de Del Nero.
De acordo com o regulamento da CBF, para ter o direito de concorrer, o candidato precisa ter o apoio declarado de oito das 27 federações estaduais e de pelo menos cinco dos clubes. Caboclo conseguiu o voto de 25 das 27 federações e de 37 dos 40 clubes das Séries A e B.