Futebol

CBF abre concorrência para tecnologia de árbitro de vídeo

Sistema deve ser usado na Copa do Brasil a partir das quartas de final

Agência O Globo

A CBF anunciou nesta quarta-feira o lançamento da licitação para contratar a empresa responsável por implantar o árbitro de vídeo na Copa do Brasil. A entidade planeja utilizar a tecnologia a partir das quartas de final. Os fornecedores interessados terão até 5 de março para apresentarem proposta à entidade.

(Foto: Marcos Paulo Rebelo / CBF)
A CBF exige que os postulantes apresentem viabilidade técnica e não só um valor financeiro interessante. O vencedor da licitação, segundo previsto em regulamento, poderá ser usado ainda em jogos de outro campeonato, caso a CBF assim deseje.

"Estamos satisfeitos porque 16 empresas já manifestaram interesse em participar da concorrência, o que permitirá uma ampla análise de propostas técnicas e financeiras do mercado. Iniciaremos agora o processo de avaliação, a fim de fazermos os testes necessários para que o projeto seja implantado com excelência", disse o diretor executivo de gestão da CBF, Rogério Caboclo, ao site da entidade.

Vale lembrar que os clubes da Série A rejeitaram o uso do árbitro de vídeo no Brasileirão por entenderem que não seria justo arcarem com os custos, como proposto pela CBF. A ideia também, de acordo com a entidade, era começar a usar apenas no segundo turno da competição, o que também não caiu no gosto de 12 dos 20 clubes da elite nacional.

Na Copa do Brasil, a CBF vai se responsabilizar pelos gastos.