Futebol

CBF promete manter Tite mesmo se a seleção perder a Copa América

Presidente eleito da entidade cita tempo de contrato para descartar demissão

Igor Siqueira, da Agência O Globo

Ainda que o favoritismo da seleção brasileira não se transforme em título na Copa América, a promessa do presidente eleito da CBF, Rogério Caboclo, é que o técnico Tite continuará à frente da equipe nacional.

Caboclo, que também é CEO da Comitê Organizador da competição, deu o recado em rápido contato com a imprensa nesta quinta-feira, em evento no Maracanã que deu detalhes sobre ingressos para o torneio deste ano.

(Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

Na visão do futuro mandatário da entidade, que tomará posse em abril, o tempo de contrato firmado com o treinador é um sinal claro da ideia de mantê-lo durante todo o ciclo de Copa do Mundo, não importa o que aconteça nos gramados brasileiros neste ano.

A declaração contrasta com a autocobrança de Tite. O técnico já declarou que não sabe se será mantido caso não vença a Copa América em casa.

- Se isso o deixa motivado, bom para ele. Mas o contrato é de quatro anos - disse Caboclo.

Quem também não deve sair do cargo é o coordenador Edu Gaspar, apesar do interesse do Arsenal nos seus serviços.

Com Tite, o Brasil será cabeça de chave do Grupo A da Copa América. O sorteio será no dia 24 de janeiro.