Futebol

Copa do Mundo da França pode ser despedida de estrelas brasileiras de mundiais

Do dia 7 de junho a 7 de julho, as brasileiras estarão em campo na disputa pelo título mundial, inédito para o Brasil no futebol feminino

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Até mesmo quem não acompanha o futebol feminino, já ouviu falar de Marta, Formiga e Cristiane. As três estiveram presente nas principais conquistas da Seleção Brasileira Feminina. Além delas, a goleira Bárbara também é veterana no esporte. Todos esses nomes têm mais de 31 anos e devem se despedir dos mundiais nessa Copa do Mundo - mais um motivo para acompanhar a competição.

Do dia 7 de junho a 7 de julho, as brasileiras estarão em campo na disputa pelo título mundial, inédito para o Brasil no futebol feminino. Marta, aos 33 anos e seis prêmios de melhor do mundo no currículo, segue sendo o principal nome do Brasil e deve fazer seu último mundial em 2019.

Foto: Divulgação / CBF
Nas principais conquistas brasileiras, Marta esteve presente. Foram duas medalhas olímpicas de prata, em 2004 e 2008, um vice-campeonato da Copa do Mundo, em 2007, dois jogos Pan-americanos (2003 e 2007) e três Copas América (2003, 2010 e 2018). A atacante tem 133 gols, é a maior artilheira do Brasil, na frente até mesmo de Pelé, que marcou 95 vezes.

E Marta sempre teve uma companhia de luxo. Cristiane, de 34 anos, esteve ao lado da "rainha" nas duas medalhas de prata, no vice-campeonato, nos dois jogos Pan-americanos e também na Copa América de 2018. Em 2007, Cristiane foi eleita a terceira melhor jogadora do mundo.

Outra jogadora que já fez história pela seleção é Formiga. Ela é a atleta de 41 anos é a que mais vezes vestiu a camisa da seleção brasileira - juntamente do lateral-direito Cafu. Convocada desde 1005, ela vai disputar sua sétima Copa do Mundo.

A Seleção pode se despedir também da goleira Bárbara em mundiais. A arqueira tem no currículo o vice-campeonato Mundial (2007), uma medalha de prata olímpica (2008), dois ouros em Jogos Pan-americanos (2007, 2015) e uma Copa América (2018). Bárbara foi para a seleção brasileira ao se destacar no Mundial sub-20 em 2006.