Futebol

CR7 avisa na apresentação da Juventus: 'Sou ambicioso, não vou ficar na zona de conforto'

Depois de passar por exames médicos, Cristiano Ronaldo concedeu a sua primeira entrevista coletiva como jogador da Juventus

Agência O Globo

Depois de passar por exames médicos, Cristiano Ronaldo concedeu a sua primeira entrevista coletiva como jogador da Juventus. Na tarde desta segunda-feira, o craque afirmou por que tomou a decisão de assinar com o time italiano e falou um pouco dos seis objetivos no novo clube.

O jogador já conheceu o técnico, Maximiliano Allegri, as instalações do novo clube. Após a coletiva, ele vai voltar à Grécia para terminar as férias e só começará a treinar no dia 30 de julho.

– Foi uma decisão fácil (assinar com a equipe). Foi fácil. Foi uma decisão fácil. Vendo o poder que tem a Juventus. Um dos melhores times do mundo. Foi uma decisão que já vem há muito tempo. Como dizia a companheiros próximos. Já há algum tempo atrás, desde que era criança. Foi uma decisão fácil pela dimensão que tem um clube. Foi um passo importante na minha carreira. Primeiro clube italiano, um clube habituado a ganhar, com grandes jogadores. Foi uma decisão fácil – disse.

Cinco vezes campeão da Liga dos Campeões e dono de cinco Bolas de Ouro, CR7 afirmou que não precisa mostrar nada para ninguém. Mas que não vai ficar na zona de conforto porque busca títulos.

– Estou muito feliz, muito motivado, não vejo a hora de começar a jogar. Quero demonstrar aos italianos que sou um jogador de alto nível. Vou me preparar bastante. Acho que não preciso mostrar nada para ninguém. Sou ambicioso e gosto de novos desafios, não gosto de ficar na zona de conforto – disse.

A Juventus é uma das maiores vencedoras da Série A da Liga Italiana. Mas o português sabe que não terá uma vida fácil na competição.

– Sei que é uma liga difícil, muito tática, mas gosto de provar outras coisas. Sei que vai ser difícil, mas minha carreira nunca foi fácil. Nunca consegui nada sentado em casa ou debaixo de uma bananeira. Espero que as coisas possam correr bem, ter um pouco de sorte. Estou confiante em um futebol, na Juventus, meus companheiros. Vou dar meu melhor. Sei que é um desafio difícil, mas estarei preparado – disse.

Confira trechos da coletiva:

REAL MADRID

Como disse antes, tive uma história brilhante no Real Madrid. Um clube que me ajudou, mas esta é uma nova etapa da minha vida. Agradeço a todos os torcedores, mas vou me dedicar a essa nova etapa. Estou muito feliz, muito motivado, não vejo a hora de começar a jogar. Quero demonstrar aos italianos que sou um jogador de alto nível. Vou me preparar bastante. Acho que não preciso mostrar nada para ninguém. Sou ambicioso e gosto de novos desafios, não de ficar na zona de conforto. Depois do que fiz pelo United e Real, quero deixar uma marca na história da Juventus. Nunca fico satisfeito, espero que tudo saia da melhor maneira. E ter um pouco de sorte, que ajuda, mas é preciso correr atrás dela também.

CARREIRA

Gosto de pensar no presente. É espetacular, gosto de jogar futebol. Minha etapa no futebo começou jovem. Gosto de desafios, foi o que aconteceu no Sporting, United, Real e agora Juventus. Tem sido uma carreira de sonho, que nunca esperava ter feito, ganhar o que ganhei. Estou preparado, muito preparado. As coisas vão correr bem, como correram nos outros clubes. Estou confiante que as coisas vão correr bem.

DESAFIOS

Nada triste. Venho para um desafio no clube grande. Houve para outros países, Catar, China, com todo respeito. Venho para um clube grande, estou muito feliz, agradecido a Juventus por me dar a oportunidade de continuar a minha brilhante carreira. Nunca dei as costas para o meu país, sempre que tiver oportunidade de ajudar meu país. Vou continuar a ter uma etapa bonita aqui e também na seleção nacional.

VENCER A CHAMPIONS

Sei que a Liga dos Campeões é um troféu que todas as equipes querem ganhar. Como disse meu presidente, não é uma opção, mas uma das prioridades do clube. Vamos lutar por todos os troféus e ver o que acontecerá. Temos que estar tranquilos, jogar nosso futebol. A Champions é uma competição muito difícil para ganhar. Espero ajudar. A Juve esteve em duas finais, não ganhou porque finais são incógnitas. Deve-se deixar as coisas fluir de uma maneira natural e ver o que a sorte nos dará.

JOGAR NA JUVENTUS

Naquela noite não passava pela cabeça jogar em um clube desta dimensão, nunca passou pela cabeça. Mas obrigado ao presidente e à Juventus por apostar em mim. É uma forma de verem que idade não é tão importante assim. Se estiver bem fisicamente e mentalmente, não é um fator. E não foi, a transferência e os números me deixam orgulhosos. Estar neste patamar é uma motivação. Se ninguém consegue chegar, eu consigo. Sou diferente de todos os outros. Com 33 ou 34 anos estão acabados, e eu não. Isso me deixa feliz, mostra que sou diferente de todos os outros. Estou horando pelo clube apostar em mim, independentemente de eu ter 23 anos. Ah, não, desculpe, são 33 (risos).

CARINHO DA TORCIDA

Foi um momento bonito, especial, espetacular. Ser recebido dessa maneira é sempre muito bom, dá motivação para começar bem no meu time. Quero agradecer pela forma que me receberam, tentarei dar a resposta dentro de campo. É isso que sei e vou tentar fazer. Obrigado a quem esteve no aeroporto, estádio, no CT. Muito obrigado, "grazie mille".