Copa 2018

Croácia celebra brilho de Modric e critica arbitragem: ‘Ninguém entende’

Modric foi eleito o melhor do Mundial

Agência O Globo

Chegar à final da Copa do Mundo foi o ápice do futebol croata, mas os jogadores mostraram desapontamento após a derrota por 4 a 2 para a França. Além da óbvia tristeza pelo vice, os líderes do elenco se incomodaram com o roteiro da decisão: mesmo começando melhor e tendo mais posse de bola até o fim, a Croácia não conteve o ataque francês e ainda saiu na bronca com a arbitragem do argentino Nestor Pitana.

Dois lances no primeiro tempo irritaram os croatas: uma falta marcada sobre Griezmann na entrada da área e o pênalti assinalado depois que a bola atingiu o braço de Perisic. A França aproveitou os lances para chegar ao intervalo em vantagem, e administrou no segundo tempo até conseguir mais nos contra-ataques.

- O juiz teve um grande papel no primeiro tempo - ironizou o zagueiro Lovren. - Ninguém entende a regra. Perisic não tinha como reagir no lance do pênalti. Na hora, tive certeza que ele não daria o pênalti.


O meia Rakitic não foi tão duro, mas também mostrou enorme decepção:

- Os pequenos detalhes hoje foram todos a favor da França. Dói bastante perder desta maneira.

Apesar da irritação croata com a arbitragem, houve tempo para celebrar a escolha do meia Luka Modric, capitão da equipe, como melhor jogador da Copa pela Fifa.

- Luka mostrou hoje que merecia ser o número 1 deste torneio e do mundo. Espero que ele continue na seleção - desejou Lovren.