Futebol

De saída do PSG, Emery desabafa: 'Tinha que fazer Neymar feliz'

Segundo o treinador, o craque brasileiro deve ser o líder da equipe de Paris

Redação Correio 24 horas

De saída do PSG, o técnico Unai Emery abriu o jogo e desabafou sobre o convívio com o atacante Neymar. Em entrevista à revista espanhola 'The Tatical Room', Emery afirmou que treinar o craque brasileiro foi um dos grandes desafios da sua carreira e que seu grande objetivo era 'fazê-lo feliz' no clube francês. 

"Minha opinião é que o líder do PSG se chama Neymar. Ou mais exatamente: o líder se chamará Neymar, porque está se convertendo em um. Neymar chegou ao PSG para ser o líder, para viver o processo necessário para converter-se no número 1 do mundo. No Manchester City, o líder é Pep (Guardiola). E no PSG, o líder deve ser Neymar", declarou Unai Emery.

"A primeira coisa que fiz esta temporada foi definir qual era a prioridade. E foi isso: tenho que fazer Neymar feliz. Isso é o que vem primeiro, tê-lo feliz, não importa como. Tive muitas discussões com Neymar sobre isso. Algumas não funcionaram, mas outras tiveram muito êxito. Em uma delas, falamos durante 45 minutos de coração aberto. Foi um momento gracioso. Ele me escutou, e pude convencê-lo de certas coisas", completou.

Nesta quinta-feira, Emery informou, em entrevista coletiva, que ainda não sabe exatamente quando Neymar retomará a sua rotina de jogador no Paris Saint-Germain, mas avisou que espera pela chegada do atacante ao clube "na sexta-feira ou no sábado". O treinador também evitou prever uma data do retorno do atacante aos gramados e manteve a expectativa de poder contar com a presença do astro em campo pela equipe ao menos em uma partida nesta reta final da temporada europeia.

Nesta quinta-feira, o jogador completou dois meses da cirurgia no quinto metatarso do seu pé direito, realizada no dia 3 de março, em Belo Horizonte, e desde então o jogador se recupera com o auxílio do seu estafe particular em sua mansão na cidade de Mangaratiba (RJ).

"Tenho a informação de que chega, mas não sei quando. Neymar chegará sexta ou sábado. Queremos que ele esteja conosco para disputar os últimos jogos da temporada conosco", disse.