Esportes

Em jogo elétrico, Bahia ganha do Fluminense em casa; veja gols

Tricolor volta a campo na quarta-feira (29), contra o São Paulo, pela Copa do Brasil

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
O duelo entre Bahia e Fluminense foi animado na Fonte Nova. Não tanto pela organização do futebol em campo. Mas pelos acontecimentos que levaram os donos da casa à vitória por 3 a 2, neste domingo, em Salvador. Foram dois pênaltis marcados pelo VAR, uma cobrança anulada, falha e expulsão do goleiro Agenor e a estrela de João Pedro em ação.
Foto: Reprodução/E.C Bahia
Com o resultado, o Fluminense, com seis pontos, caiu para 14º lugar. O Bahia tem 10 e subiu para sétimo. Os cariocas voltam a campo no meio da semana contra o Atlético Nacional, na Colômbia, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana.
No primeiro tempo, o Fluminense, com dois homens de ataque na área, não conseguiu passar da marcação do Bahia com qualidade. Em casa, o time de Roger Machado soube aproveitar melhor os espaços e errou menos nos momentos decisivos. Resultado: fez dois gols no primeiro tempo.
Abriu o placar no contra-ataque, uma das principais caraterísticas do time baiano. Gilberto disparou pelo campo e tocou para Artur. O atacante entrou na área e chutou cruzado.
A comemoração durou pouco. Yony Gonzalez foi derrubado por Nino na área. Pênalti batido com perfeição por Pedro.
O Bahia nem precisou fazer muita pressão para desempatar. Contou com o erro do goleiro Agenor, que tentou driblar Gilberto. Foi desarmado dentro da área e o atacante marcou o segundo.
Diniz voltou para a etapa final com Marcos Paulo e Ganso, nos lugares de Yuri Lima e Leo Artur, respectivamente. As modificações melhorarama equipe. Mas um lance aos 13 minutos derrubou a estratégia do técnico.
Após revisão do VAR, a arbitragem marcou braço de Gilberto na bola na área. Agenor se adiantou e defendeu a cobrança de Gilberto, do Bahia. O árbitro de vídeo entrou em ação novamente e mandou voltar o lance. O goleiro do Fluminense, que havia recebido amarelo por reclamação, levou o segundo cartão e foi expulso. Gilberto, agora diante de Rodolfo, acertou a cobrança.
O tricolor ainda lutou e viu João Pedro brilhar de novo. Aos 35, o atacante pegou o rebote da cobrança de falta de Ganso. Mas com um a menos pouco pôde fazer.