Futebol

Eurocopa: multa por propaganda em cueca é maior do que por racismo e gera polêmica

Valor de € 100 mil (R$ 260 mil) é superior ao aplicado a praticantes de ofensas racistas durante a competição

Da Redação
- Atualizada em

O anúncio do valor da punição aplicada ao jogador dinamarquês Nicklas Bendtner por fazer exibir propaganda irregular no jogo contra a Alemanha provocou polêmica na Europa. O valor, de € 100 mil (R$ 260 mil), é superior ao aplicado a praticantes de ofensas racistas.


Além da multa, que representa aproximadamente 40% do salário mensal (€ 260 mil) que ele recebe no futebol da Inglaterra, o jogador vai pegar um jogo de suspensão. Na partida, ao comemorar um gol, o atacante levantou a camisa e deixou aparecer parte da cueca estampada com a inscrição de uma casa de apostas irlandesa.


Aos jogadores, só é permitido exibir marcas das empresas que forneceram material esportivo durante as partidas. Ainda assim, a propaganda deve ficar restrita aos objetos utilizados nos jogos, como chuteiras, luvas e uniformes. A multa aplicada a Bendtner,  segundo o jornal Folha de S.Paulo, é quatro vezes maior do que a Uefa aplicou recentemente contra o Porto, cujos torcedores ofenderam o jogador Balotelli em jogo contra o Manchester City.