Mais Esportes

Ex-jogadora de vôlei tem carro baleado em tentativa de assalto

"Meu marido teve uma reação muito rápida, já era madrugada. Ele saiu da estrada, mas eles continuaram atrás", disse Luciane

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A ex-jogadora de vôlei, Luciane Freire Escouto, quase foi baleada durante uma tentativa de assalto na região de Bagé, no Rio de Janeiro nos últimos dias. Luciane voltava de um congresso em Belo Horizonte em seu carro e estava acompanhada pelo marido, filho e mãe.

Ela foi abordada na estrada por uma moto com dois homens, um deles armado. O marido da ex-atleta reagiu e decidiu acelerar o carro, mas os suspeitos começaram uma perseguição ao veículo.

Foto: Divulgação

Em entrevista ao UOL Esporte, Luciane falou sobre o ocorrido. "Meu marido teve uma reação muito rápida, já era madrugada. Ele saiu da estrada, mas eles continuaram atrás. Para não voltar na contramão, voltamos pela estrada porque logo teria um pedágio", disse.

"O motorista da moto estava atrás de nós, e o caroneiro, que estava armado, já estava mirando para o tiro. Meu marido fez menção que iria atropelar eles, e o cara se assustou. Ele perdeu a mira e acertou a minha porta na parte de baixo. Foram momentos de terror", completou.