Futebol

Ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira é banido para sempre do futebol

Punição foi divulgada pela FIFA nesta sexta-feira (29)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A FIFA, entidade máxima do futebol, anunciou nesta sexta-feira (29) que o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira foi banido perpetuamente de qualquer atividade ligada ao futebol. O motivo seria a violação do código de ética da entidade. Ele também recebeu uma multa de 1 milhão de franco suíços (R$ 4,2 milhões).

Foto: Divulgação

A câmara decisória do Conselho de Ética da FIFA emitiu um comunicado em que considera Ricardo Teixeira culpado por crimes de suborno. Segundo informações do globoesporte.com, o advogado Michel Assef Filho, que defende o ex-presidente disse que vai recorrer da decisão.

Ricardo não é o primeiro ex-presidente da entidade brasileira a receber a punição. Nomes como Marco Polo Del Nero e José Maria Marín já foram banidos do esporte para sempre.

Foram analisadas atividades de Ricardo Teixeira entre os anos de 2006 e 2012, principalmente contratos da CBF, Conmebol (confederação sul-americana) e Concacaf (confederação das Américas do Norte e Central). Presidente da CBF entre 1989 e 2012, ele foi acusado de receber e distribuir propinas em contratos com empresas de mídia.