Futebol

Federação do Egito diz que Salah deve se recuperar em até três semanas

Neste caso, astro do Liverpool desfalcaria sua seleção na estreia contra o Uruguai e já estaria liberado para enfrentar a Rússia

Agência O Globo
A Federação de Futebol do Egito divulgou que a recuperação de Mohamed Salah deve durar, no máximo, três semanas. O jogador, que tem uma lesão no ombro esquerdo, foi avaliado nesta quarta-feira por um médico escolhido pela entidade na Espanha, acompanhado do presidente da EFA, Hany Abo Rida. A expectativa inicial, segundo um dos fisioterapeutas do Liverpool, era que o egípcio pudesse ficar parado de três a quatro semanas. Mas, segundo a entidade que comanda o futebol do país, hoje a previsão é menor.
“Depois de encontrar Abu Rida e o médico da seleção hoje na Espanha, a Federação de Futebol reafirma: Salah na jogar a Copa do Mundo. Se tudo der certo, sua ausência não vai exceder três semanas”, disse a mensagem postada nas redes sociais pela federação.
Foto: Reprodução
O Egito estreia na Copa do Mundo contra o Uruguai, em 15 de junho, e depois encara os anfitriões, no dia 19. O país encerra a primeira fase em jogo com a Arábia Saudita, em 25 de junho. A previsão do fisioterapeuta estima, neste sentido, que Salah esteja liberado para jogar nas fases eliminatórias.
O astro do Liverpool foi o grande herói da classificação do Egito para a Copa. Ele marcou de pênalti, aos 95 minutos de jogo, o segundo gol do placar de 2 a 1 contra o Congo, em outubro, que selou a passagem da equipe para a Rússia. Salah marcou 44 gols em sua primeira temporada no Liverpool e se tornou o primeiro africano e receber o prêmio de jogador do ano na liga.