Mais Esportes

Felipe Massa anuncia aposentadoria para o fim desta temporada da Fórmula 1

Pilotou perdeu o mundial de 2008 por um ponto

Agência O Globo
- Atualizada em

Depois de 14 temporadas na Fórmula 1, Felipe Massa vai se aposentar. O piloto anunciou, em uma coletiva nesta quinta-feira, em Monza, na Itália, que só vai competir até o fim deste ano e, portanto, a sua despedida será no Grande Prêmio de Abu Dhabi, em 27 de novembro. O brasileiro já acumulou 242 corridas e vai somar 250 quando terminar o ano. Além disso, ele somou 11 vitórias, 16 poles positions e 41 pódios na carreira.


– A vida nos apresenta muitas escolhas e eu acho que para mim chegou o momento onde eu tenho que fazer algo diferente. Talvez você me veja de novo ao volante de um carro de corrida, mas no momento a única certeza que tenho é que eu vou ter um monte de tempo para decidir sobre o que fazer no futuro – disse Massa em coluna publicada no site "Motorsport".

Felipe Massa vai se aposentar da Fórmula 1 Foto: Reprodução / Instagram



O piloto da Williams fez o anúncio ao lado da chefe da equipe, Claire Williams. O contrato dele com a escuderia vai até o fim de 2016 e a tendência era que não fosse renovado. O brasileiro foi contratado pela equipe inglesa desde 2014, mas nunca conseguiu chegar ao primeiro lugar no pódio.


Companheiro de equipe de Massa, o finlandês Valtteri Bottas disse que a Fórmula 1 perde um grande piloto.


– Ele é um cara muito legal para trabalhar. Ele ainda é rápido, acho que ele é subestimado. Está passando por um período complicado agora, mas o respeito como pessoa e como piloto. Claro que, por ele ser muito experiente, já passou por várias coisas em sua carreira e definitivamente posso aprender com isso, especialmente com as linhas que ele faz nas pistas. Mas acertamos o carro de maneira um pouco diferente, então desse lado não pude aproveitar muito – disse.


A carreira


Massa estreou na Fórmula 1 em 2002 pela Sauber, onde correu por três temporadas – em 2003, ele não entrou no grid de pilotos. Em 2006, após bom desempenho, o brasileiro foi anunciado pela Ferrari, onde permaneceu por oito temporadas, quando correu ao lado de Michael Schumacher, Kimi Raikkonen e Fernando Alonso.


O melhor ano da sua carreira foi em 2008, quando despontou na briga pelo título e teve perto de levar o troféu justamente no GP do Brasil, em Interlagos. Porém, uma ultrapassagem de Lewis Hamilton em cima de Timo Glock pela quinta colocação nas curvas finais selou o campeonato a favor do britânico por um ponto.


Já o ano de 2009 foi complicado para Massa, que subiu ao pódio na nona etapa, com um terceiro lugar no GP da Alemanha. Mas na prova seguinte, ele foi atingido por uma mola que se desprendeu do carro de Rubens Barrichello na Hungria. Depois disso, ele nunca mais brigou pelo título mundial.


Em 2014, Massa trocou de equipe pela segunda vez na carreira na Fórmula 1. Na Williams, manteve um desempenho parecido com o vistos nos últimos anos, conseguindo cinco pódios e tendo como melhor resultado um segundo lugar no GP de Abu Dhabi de 2014.