Futebol

Gancho de Neymar vai ser julgado em outubro e atacante pode reforçar o Brasil contra a Venezuela

Jogador foi punido por conta da confusão durante a derrota do Brasil para a Colômbia na Copa América

Redação Correio 24h
- Atualizada em

O técnico Dunga pode ganhar um importante reforço para a partida entre Brasil e Venezuela, no dia 13 de outubro, no estádio do Castelão, em Fortaleza, pela segunda rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O Tribunal Arbitral de Esportes (TAS) anunciou que o recurso da CBF para tentar reduzir a pena do atacante Neymar vai ser julgado no início de outubro. Caso a pena seja reduzida, o jogador do Barcelona vai poder voltar antes do previsto. 

Neymar foi suspenso por quatro jogos por conta da expulsão e confusão durante a derrota do Brasil para a Colômbia, na Copa América. Ele cumpriu dois jogos ainda na competição e os outros dois estão programados para as eliminatórias. Com isso, ele não foi convocado para a estreia da seleção contra o Chile, no dia oito de outubro, e para a partida contra a Venezuela, cinco dias depois. 




 


Como não foi chamado com Dunga, o Brasil vai precisar da compreensão do Barcelona para liberar Neymar, caso o atacante seja liberado para entrar em campo. O prazo de convocação para as partidas é de 15 dias de antecedência. 

Um dia antes somos convidados para fornecer a lista dos jogadores que vão para o jogo. Esse é o prazo. Tem o problema da obrigatoriedade dos clubes. Primeiro é feita uma convocação por telefone e depois de maneira oficial para que o clube libere o jogador fora do prazo da convocação.

Correio24horas