Futebol

Garçom da Série A, Allione tem mais assistências que recordista do Bahia de 2016

Argentino já deu nove passes diretos para o gol na temporada atual

Ivan Dias Marques (ivan.marques@redebahia.com.br)

Quando Allione pega na bola, os outros jogadores do Bahia já se posicionam para receber um bom passe. Pode ser até um ângulo complicado para alguns. Não para o meia argentino de 22 anos.

Com quatro assistências na Série A, o argentino lidera a competição nacional no quesito, empatado com Luan, do Grêmio, que, curiosamente, deu os quatro passes decisivos na vitória gremista contra a Chapecoense por 6x3.

Já Allione deu suas quatro assistências em quatro partidas diferentes: Atlético-PR, Vasco, Atlético-GO e Cruzeiro, na última quinta-feira (8), quando cruzou bem para Edigar Junio marcar o gol solitário do Bahia na partida. “Fico feliz em saber que estou conseguindo ajudar o Bahia. Sempre falei que meu objetivo principal era ter uma sequência de partidas para adquirir confiança e jogar mais solto”, disse o meia.

As nove assistências em 2017 já ultrapassam o número de passes decisivos que Hernane deu em 2016, sete em 46 jogos. O Brocador foi o garçom tricolor da última temporada. E olhe que Allione atuou em apenas 22 jogos até o momento neste ano. “Desde que cheguei ao clube, fui muito bem tratado e isso ajudou bastante na adaptação. Se estou jogando bem, o mérito é de todo o grupo, que me recebeu de braços abertos e me ajudou a me sentir em casa”, afirmou o Allione.

(Reprodução: E.C. Bahia)
O número fica mais impressionante ainda se comparado ao que o argentino teve em dois anos de Palmeiras. Por lá, foram 71 jogos e os mesmos nove passes diretos para gol.

Apesar da boa fase, Allione garante estar focado para seguir com o nível de atuação e deixar o Bahia bem na Série A. “Também sei que preciso continuar trabalhando forte para seguir melhorando. Temos objetivos na temporada e vamos atrás deles”.

O gringo ainda lidera mais dois quesitos na competição nacional, segundo o site Footstats. Tem o maior número de assistências para finalização (18) e o maior número de cruzamentos certos (14) entre todos os jogadores. Outros tricolores que se destacam nos números são Zé Rafael (2º em assistências, com três), Juninho (3º em viradas de jogo certas, com nove) e Jean (3º em defesas, com 13).

Números que ajudam o Bahia a ter 10 jogadores entre os cinco melhores de cada posição do troféu Bola de Prata, tradicional premiação do Brasileirão: Jean (5º), Eduardo (4º), Tiago (1º) e Lucas Fonseca (4º), Matheus Reis (3º), Juninho (3º) e Renê Jr. (4º) - ambos como segundo volante, Zé Rafael (1º) e Allione (2º) e Edigar Junio (5º)