Futebol

Grêmio se reúne com clubes e articula volta do mata-mata no Brasileirão

Assim como o presidente da Federação Baiana fez recentemente, mandatário do Tricolor Gaúcho propõe mudança de fórmula no campeonato nacional

- Atualizada em
GOAL
Redação GoalO novo presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., eleito como substituto de Fábio Koff no dia 10 dezembro, entrou em contato com diversos clubes desde que tomou posse. A intenção do mandatário é sondar a receptividade do fim dos pontos corridos e a volta do mata-mata no Brasileirão.

Romildo Bolzan Jr. foi o candidato apoiado por Koff, que foi presidente do extinto Clube dos 13. O presidente atual não nega o desejo de articular a mudança no sistema de disputa do campeonato nacional. O cartola demonstrou otimismo para acabar com o sistema de disputa atual.

"A resposta tem sido muito mais positiva do que negativa. O pessoal quer um negócio novo. O cenário atual é complicado demais. É briga apenas por vaguinha na Libertadores, na Sul-Americana, para não cair. Não tem nem de longe a mesma emoção do mata-mata", disse o presidente gremista à ESPN.com.br.

"Eu tenho exposto a questão dos playoffs e venho tendo receptividade de alguns para resgatá-los. Dá muito mais emoção, audiência e equilíbrio técnico no campeonato. Hoje, um clube dispara, fica ali no seu pedacinho na ponta e acabou tudo. O mata-mata estimula o torcedor e gera mais receita. É uma situação em que temos de nos organizar como clubes e definir interesses em comum. Seriam duas revisões: uma técnica e outra emocional. O campeonato atual é chocho", explica Romildo Bolzan Jr.

Menos de um mês atrás, um movimento comandado pelo presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, também demonstrou o mesmo intuito. O representante dos clubes baianos apresentou a iniciativa junto a CBF e também a levou à TV Globo.