Futebol

Inspirado em Tom Hanks, jogador passa 72 dias preso em aeroporto

Ganês contou que filme do ator americano o ajudou na luta contra depressão

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Se você já assistiu "O Terminal", deve imaginar que o que o personagem de Tom Hanks passou ali é uma história digna de ficção. No entanto, o ganês Randy Juan Muller, de 23 anos, passou 72 dias preso no aeroporto de Mumbai, na Índia, sem poder voltar para casa. 

Segundo o "Mumbai Mirror", Muller chegou em novembro à Índia para jogar no ORPC Sports Club, mas logo o campeonato local parou, em decorrência da pandemia do coronavírus. O ganês se programou para voltar para casa, mas teve a viagem cancelada com a suspensão dos voos internacionais pelo governo indiano.

"Vim para cá com um visto de seis meses. Ganhamos apenas de 2 mil a 3 mil rupias indianas por jogo (entre R$ 132 e R$ 198). Eu quase não havia jogado e já havia gastado 150 mil rupias (quase R$ 10 mil) com passagens e visto", contou o jogador ao Mumbai Mirror. Ele ficou de 21 de março até 3 de junho no aeroporto e não tinha dinheiro para comer, e conseguia travesseiros e cobertores com os seguranças do local para a noite.

Para não cair em depressão, ele contou com o livro  "Be Your Own Therapist" (Seja o seu próprio terapeuta, em tradução livre), doado por uma passageira.

"Me inspirei em Tom Hanks e ignorei tudo. Eu acordava cedo, tomava um banho e passeava pelo jardim. Funcionários da segurança do aeroporto e da polícia me davam dinheiro para comprar comida. Eu estava ficando sem dinheiro rapidamente, porque as coisas no aeroporto são muito caras. Então, tentei poupar. Todos os dias eram iguais. Eu assistia aos voos de resgate esperando que um dia pudesse voar também", contou o ganês.